INGLESES

Rede de esgoto será ampliada em 59 quilômetros no Norte da Ilha

Obras vão ocorrer entre Ingleses e Santinho com financiamento da Agência Japonesa de Cooperação, Jica

COMPARTILHE ›

A Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) vai ampliar o alcance da rede de esgoto em Ingleses ainda este ano em 59 quilômetros, chegando a 4,7 mil residências. Hoje, só 1/3 de Ingleses possui rede coletora. A obra contempla ainda a construção de uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE – foto acima). As autorizações ambientais já foram conquistadas e a ordem de serviço para as obras na região de Ingleses e Santinho vai ser assinada, segundo prevê a companhia, até a primeira quinzena de março. O financiamento é da Agência Japonesa de Cooperação (Jica).

OUTRAS NOTÍCIAS:
– Colisão frontal deixa quatro pessoas feridas e bloqueia via do Norte da Ilha
– Cobrador de ônibus é agredido por passageiros em Santo Antônio de Lisboa
– ‘La Nación’ diz que casos de viroses ocorrem por causa do esgoto nas praias

A licitação está em andamento e a entrega dos documentos das empresas interessadas em executar a obra ocorre até o dia 24 de fevereiro na sede da Casan no Centro de Florianópolis. A licitação prevê a construção da estação de tratamento de esgoto em nível terciário, ou seja, alta qualidade do efluente tratado que será lançado diretamente no Rio Capivari, o que vai diminuir a poluição no balneário, alega a companhia. A estrutura terá vazão média de 105 litros.

As obras vão contemplar 59 quilômetros de rede coletora, nove estações elevatórias e 7 quilômetros de linhas de recalque (canos que transportam o esgoto bombeado pelas elevatórias até a estação de tratamento). Hoje, o esgoto coletado na Praia dos Ingleses é tratado na única estação do Norte da Ilha que fica na Cachoeira do Bom Jesus.

O financiamento das obras será realizado pela Agência Japonesa de Cooperação (Jica) que investe R$ 64,4 milhões para que a Casan possa realizar as obras na Praia dos Ingleses. Após a assinatura da ordem de serviço, a expectativa é que as obras sejam concluídas em 30 meses beneficiando, segundo levantamento da Casan, 42,3 mil moradores do balneário.