SERÁ QUE AGORA VAI?

Prefeitura lista ações para diminuir poluição no Rio do Bráz em Canasvieiras

Aumento na fiscalização das ligações irregulares e limpeza do Rio do Bráz estão na pauta

COMPARTILHE ›

A Prefeitura afirmou ao final da manhã de hoje que a contaminação do Rio do Bráz, na Praia de Canasvieiras, Norte da Ilha, deve diminuir consideravelmente nos próximos dias. Para tal, quatro ações serão tomadas pela prefeitura como aumentar a fiscalização na região retornando em todos os imóveis já notificados, limpeza do canal que liga que o Rio do Bráz ao Papaquara, equipes da secretaria de Obras irão realizar a manutenção diária da areia da praia de Canasvieiras e acelerar o andamento do projeto para obra da Casan que prevê o tratamento da água que desemboca no rio.

LEIA MAIS:
– Viroses chegam mais cedo e lotam farmácias e Pronto Atendimento
– Análise da água das praias não é feita há 22 dias pela Fatma
– Casan e Prefeitura se reúnem para debater poluição em Canasvieiras
– Dr Dinarte: “O que vivemos é um surto de viroses”

“É uma situação bastante complicada. Quando a gente faz a rede e nas pessoas não se adequam, naturalmente a contaminação acontece. Estamos monitorando. Pra nós é uma surpresa chegar em uma área que tem rede de esgoto há 10 anos e tem imóveis ligados de forma errada na rede. Talvez isso tivesse que ter sido orientado pela Casan quando passou a rede.”, disse o Secretário de Habitação e Saneamento, Domingos Zancanaro.

O ‘Floripa se Liga na Rede’ que teve o convênio renovado em setembro entre a Casan e a Prefeitura de Florianópolis vai intensificar as fiscalizações. Um dos focos será Canasvieiras, onde 57% dos imóveis do entorno do rio estão com as ligações inadequadas, e Cachoeira do Bom Jesus. Só na Praia dos Ingleses, o secretário revelou que 62% dos imóveis estão com ligações irregulares por diferentes problemas, sendo a ausência da caixa de gordura o principal.

“O número é extremamente alto e com a fiscalização intensificada, mais as outras ações que iremos tomar, devem amenizar o problema. Para saná-lo precisamos da ajuda e conscientização daqueles que ainda não ligaram seu esgoto à rede”, disse o prefeito Cesar Souza Junior.

As residências que forem visitadas pela segunda vez e estiverem com ligações erradas podem ser multadas. As infrações podem variar de acordo com o problema encontrado, mas o município evitou falar em valores.