INVESTIGAÇÃO

Polícia prende dois homens suspeitos de executar turista de São Paulo

COMPARTILHE ›
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A polícia prendeu dois suspeitos de terem executado a tiros o turista Jadson Andrade, de 30 anos, de São Paulo na Praia do Moçambique em setembro. A prisão foi feita por agentes da Polícia Civil. Suspeita-se que eles sejam integrantes de uma organização criminosa que atua dentro e fora das penitenciárias. Ambos tem passagens policiais.

LEIA MAIS:
– Corpo é encontrado com marcas de tiros na Praia do Moçambique
– Homem executado na Praia do Moçambique era turista de São Paulo
– Turista de São Paulo pode ter sido morto por engano, diz delegado

Segundo a polícia, ambos foram presos após investigações e a coleta de depoimentos apontar os dois como suspeitos do crime. Eles tem 20 e 21 anos e foram localizados em uma comunidade do Norte da Ilha, porém o nome do bairro não foi divulgado pela Delegacia de Homicídios, responsável pelo caso.

A principal linha de investigação é que Jadson tenha sido confundido com um integrante de uma organização criminosa rival. A execução foi gravada pelos bandidos, e ele foi atingido por vários tiros. O corpo foi abandonado na praia.

Durante a gravação das cenas, os bandidos diziam que ele participava de um grupo criminoso paulista, fato que foi negado por Jadson, que diz ser promotor de venda de cervejas.