INVESTIGAÇÃO

Pai do condutor envolvido em acidente diz que prestará auxílio às vítimas

COMPARTILHE ›

Motorista suspeito de atropelamento em Jurerê não se apresenta à políciaO empresário Sérgio Sirotsky, pai do jovem Sérgio Orlandini Sirotsky, condutor do veículo que atropelou três pessoas, confirmou a participação do filho de 21 anos no acidente ocorrido na madrugada de domingo (06) em Jurerê. Em nota publicada pelo Diário Catarinense ele lamenta o envolvimento do filho na ocorrência e diz que prestará todo o apoio para que as famílias das vítimas possam se reerguer.

LEIA MAIS
– Motorista que atropelou três pessoas em Jurerê não se apresenta à polícia

No texto, o empresário diz que confia que o caso será tratado com ‘serenidade e seriedade’ pelas autoridades competentes. O advogado havia afirmado que o jovem se apresentaria hoje, mas isso não ocorreu. O representante confirmou ao delegado que a apresentação não ocorreria hoje.

Os contatos com as famílias atingidas pelo acidente do domingo estão sendo feitos nesta terça-feira (08). Na mesma nota, Sérgio Sirotsky diz que o filho é responsável pelos próprios atos, porém está tomando providências para tratar o filho que ‘também precisa de ajuda’.

Sérgio Orlandini Sirotsky pertence a família proprietária do Grupo RBS, empresa que detém emissoras de rádio, TV e jornais no Rio Grande do Sul. Ele faz parte da terceira geração da família.

LEIA A NOTA NA ÍNTEGRA

“Lamento profundamente o acidente ocorrido no domingo (6), em Jurerê, envolvendo veículo conduzido por meu filho Sérgio Orlandini Sirotsky.

Como pai, estou muito triste e peço desculpas aos jovens atingidos e a seus familiares, a quem vamos oferecer todo o apoio e solidariedade para que possam se restabelecer com saúde e retomar suas vidas. Os contatos com os familiares estão acontecendo na tarde desta terça-feira.

Está sendo muito difícil para nossa família enfrentar este momento, que nenhum pai gostaria de viver. Confiamos que o caso será tratado com serenidade e responsabilidade pelas autoridades competentes.

Meu filho tem 21 anos, e é responsável por seus atos. Estamos tomando providências para tratar de nosso filho, que também precisa de ajuda.

Sérgio Sirotsky”