ALERTA

Operação da Floram realiza demolição de novas casas na comunidade do Siri

COMPARTILHE ›

Este slideshow necessita de JavaScript.

CORREÇÃO: Mais cedo, o Conexão Comunidade publicou que o trabalho seria feito em 34 casas, quando o correto é 21 residências. O texto a seguir segue corrigido.

Uma nova operação contra a existência de casas em áreas de preservação ambiental ou antes ocupadas por integrantes ligados ao tráfico de drogas, acontece na manhã desta terça-feira (06) na comunidade do Siri (Vila do Arvoredo) na Praia dos Ingleses em Florianópolis. O trabalho era para ser feito em 21 residências pela Fundação Municipal do Meio Ambiente de Florianópolis (Floram), porém três delas enfrentam litígios judiciais.

Toda a operação conta com apoio de policiais do 21º Batalhão da Polícia Militar de Santa Catarina, Bope, PPT, Cavalaria, Comcap, Celesc e Casan. Na ação, é utilizada uma máquina para ajudar a demolir as casas na comunidade.

Segundo Walter Hachow, diretor de fiscalização da Floram, todas as casas estavam desabitadas no momento da demolição. “Essas demolições ocorrem em áreas de preservação permanente, em cima das dunas. A polícia já estava monitorando e chegamos ao fator da demolição”, comentou. Durante a operação, o órgão disse que três casas enfrentam litígios judiciais e não serão demolidas, o que totalizou 18 casas.

No início de Fevereiro, outra ação similar ocorreu com a destruição de 35 casas na mesma região. Na época, a Polícia e a prefeitura informaram que as residências eram ocupadas pelo tráfico e um corpo foi encontrado dentro de uma delas.