Connect with us

INGLESES

Obra incompleta de compensação do Brasil Atacadista expõe pedestres a riscos

Publicado em

Foto: Carlos Henrique / Jornal Conexão Comunidade

A obra de compensação do Brasil Atacadista ainda não foi terminada, após desentendimentos com a empreiteira, e o resultado disso é que pedestres estão expostos a riscos de atropelamento em Ingleses. Com a colocação do asfalto novo, as faixas de pedestres sumiram. As máquinas fizeram parte da nova sinalização, mas não pintaram seis faixas de travessia entre a entrada dos Ingleses e a frente do próprio supermercado. A Prefeitura de Florianópolis confirmou a responsabilidade do Brasil Atacadista na pintura das faixas, o que ainda não ocorreu. O representante do supermercado diz que espera um “laudo” que a prefeitura entregaria diretamente para a empreiteira contratada por eles.

LEIA AINDA:
– Funcionário morre após choque elétrico quando trabalhava na obra
– Prefeitura faz audiência pública para debater impacto de obra pronta

A obra paga pelo Brasil Atacadista apresenta mais falhas. Além das faixas de pedestres não finalizadas, o pavimento apresenta ondulações, o asfalto não foi feito no trevo alemão, próximo ao antigo Garcia, e na rotatória do Albino com a Avenida Internacional. As placas que indicam as seis travessias de pedestres na rodovia foram colocadas em cima da ciclovia, sendo que duas já estão caindo.

Um representante do supermercado voltou a afirmar que espera um lado da prefeitura com os pontos da obra não cumpridos e que os pagamentos a empresa contratada foram interrompidos. Segundo ele, esse laudo seria entregue pelo município diretamente a empresa que fez a obra e não ao supermercado, responsável por contratar a empreiteira. Questionado sobre um possível atraso no laudo e a urgência na pintura das faixas de pedestres na principal via de Ingleses, o representante do marketing do Brasil Atacadista não se manifestou, mas informou que é interesse do mercado em cumprir todos os pontos do acordo de compensação.

Desde o início da instalação do empreendimento do Brasil Atacadista em Ingleses, sob responsabilidade do Grupo Mundial Mix, problemas foram encontrados. A obra foi embargada e autuada por não ter todas as liberações. Em entrevista ao Conexão em 17 de novembro de 2017, Alfredo Sarau, diretor de fiscalização da Prefeitura de Florianópolis, explicou o que aconteceu. “O Brasil Atacadista estava de acordo com o Plano Diretor. Só que estava pendente o estudo de impacto de vizinhança, que passa muito tempo para ser analisado. As coisas precisam ser mais dinâmicas. No final da semana passada (novembro de 2017) saiu o alvará da obra do Brasil Atacadista”.

O estudo de impacto de vizinhança foi apresentado em uma audiência pública 12 dias antes da inauguração do empreendimento, enquanto as obras de um prédio comercial e residencial da SC Imóveis na SC-403 e a construção do shopping Ingleses Beach Square tiveram que apresentar o mesmo levantamento antes do início da obra.

COMPENSAÇÃO

Foto: Emanuel Soares / Jornal Conexão Comunidade

A obra de compensação em questão se dá em virtude da instalação do empreendimento no bairro. O município autoriza, além da associação dos moradores, e eles são obrigados a investir em melhorias na estrutura do bairro. Neste caso do Brasil Atacadista, consta no acordo a realização de asfalto e sinalização.

Leia mais

Acontecendo