Connect with us

Novo programa ‘Floripa Se Liga na Rede’ não vai apostar em fiscalizações

Publicado em

Novo programa 'Floripa Se Liga na Rede' não vai apostar em fiscalizações

Foto: Emanuel Soares / Jornal Conexão Comunidade

O novo programa Floripa Se Liga na Rede está prestes a ser lançado pela Prefeitura de Florianópolis com um padrão diferenciado. As antigas fiscalizações ficarão em segundo plano, sendo que o principal objetivo é modificar comportamentos. Para que isso ocorra, utilizará pessoas chamadas de ‘influenciadoras’ nas comunidades para gerar a consciência da importância da ligação de esgoto. A previsão é que a prefeitura lance o programa ainda em junho, sendo que os últimos ajustes ainda estão sendo feitos. A palavra final do lançamento depende ainda do prefeito Gean Loureiro (MDB).

LEIA AINDA:
– Emanuel Soares: “Gui Pereira, o vereador contraditório”
– Ligação até a rede de esgoto da Casan é cara e difícil de entender
– Prefeitura e Casan vão realizar obras para ligar esgoto de residências
– Lumma Construtora entrega reforma da 2ª Cia da PM no Norte da Ilha
– Moradores debatem instalação de portão na entrada da Praia do Moçambique

Para Lucas Arruda, Superintendente de Habitação e Saneamento do município, os influenciadores serão fundamentais. “Percebemos que as fiscalizações estavam custando muito caro para o poder público. Inclusive, a fiscalização era deficitária. Gastava mais para isso do que recuperava com a multa. Vamos levar informação qualificada para as pessoas”, comentou Arruda, em entrevista ao Conexão após a reunião mensal do Conselho de Desenvolvimento do Norte da Ilha (Codeni).

A tendência é que a medida em que as pessoas não modificarem os comportamentos, as fiscalizações serão retomadas pelo município. Nas residências que se conectarem, será utilizada a tag #seliga na caixa de inspeção, que dá acesso a rede.

O novo conceito será oferecido de duas maneiras ao cidadão. A obra poderá ser executada pelos técnicos do município ou o morador responsável pela residência vai contratar empresas credenciadas pelo poder público para a regularização da ligação de esgoto. Desta forma, as empresas vão realizar todas as obras necessárias para que nenhuma irregularidade conste na hora de despejar os efluentes na rede pública. Tudo será cobrado do morador de forma parcelada. Uma linha de financiamentos para as obras de ligação também está sendo desenhada.

“Vamos focar no comportamento no primeiro momento e vamos sintetizar um meio de comunicação onde serão recebidas denúncias, pedidos de orientação técnica. Hoje são muitos meios, o que confunde o usuário”, afirmou Lucas Arruda.

Leia mais

ANÚNCIO

48 9625 8881

[email protected]

48 3365 8189

Acontecendo