INVESTIGAÇÃO

Motorista que atropelou três pessoas em Jurerê não se apresenta à polícia

COMPARTILHE ›

Motorista suspeito de atropelamento em Jurerê não se apresenta à políciaO advogado Nilton Macedo Machado, que representa Sérgio Orlandini Sirotsky (21 anos), avisou à 7ª Delegacia de Polícia Civil que o cliente não vai se apresentar nesta terça-feira (08). Segundo a polícia, Sérgio é suspeito de atropelar três pessoas na madrugada de domingo na SC-402, rodovia Maurício Sirotisky Sobrinho. O carro que causou o primeiro acidente, um Audi, foi abandonado na SC-401.

Sérgio é da 3ª geração da família Sirotsky, proprietária do Grupo RBS que detém emissoras de rádio, TV e jornais no Rio Grande do Sul. A imprensa aguardava na porta da delegacia a apresentação do suspeito, mas o advogado telefonou ao delegado afirmando que isso não iria ocorrer.

O segundo atropelamento ocorreu quando as vítimas eram atendidas. Uma das vítimas do primeiro atropelamento e um homem que prestava socorro foram atingidos novamente. O motorista do segundo veículo também não prestou socorro e foi preso pela Polícia Militar na Avenida Beira Mar Norte.

O audi conduzido por Sérgio está no pátio da 7ª Delegacia de Polícia Civil de Canasvieiras e já foi periciado. O delegado responsável pelo caso afirmou à imprensa que vai aguardar a apresentação do suspeito.