NOSSO BAIRRO, SUA VOZ

Morador reclama do atendimento da Prefeitura para fiscalizar terrenos baldios

Ele tentou fazer a denúncia e até agora não sabe se seu pedido foi visualizado pelo poder público

COMPARTILHE ›
Foto: JCC / Divulgação
Foto: JCC / Divulgação

Um morador dos Ingleses que prefere não se identificar denuncia o descaso no atendimento da prefeitura quando o cidadão precisa comunicar a existência de terreno abandonado e com possíveis focos de mosquitos transmissores de doenças.

O terreno fica no final da Servidão João Luiz de Souto, no Sítio de Baixo e recebeu durante anos entulho e resto de móveis que acumulam água da chuva. O mato está alto, com quase dois metros de altura e sempre que chove forma grandes poças de água que permanecem por dias. Tudo isso a poucos metros de várias residências, informa.

O morador relata que fez a denúncia no dia 7 de janeiro, depois que viu na TV membros da Vigilância Sanitária dando justificativas acerca de focos da Dengue e como a população poderia acionar a prefeitura para que o poder público municipal pudesse intervir em terrenos baldios.

A ineficiência do atendimento começa desde o momento em que o cidadão precisa fazer a comunicação da irregularidade, afirma.

O morador relata que ligou para o Centro de Zoonoses, aí transferiram a ligação para ramais internos e informaram o telefone da vigilância sanitária para que a denúncia fosse feita pelo telefone mesmo. Ele então ligou para o número fornecido, o atendente disse que era preciso acessar o site da prefeitura e fazer a denúncia pela ouvidoria online.

Depois de muita persistência o cidadão fez a denúncia, mas desde o dia 07 não teve nenhuma resposta.

Ele reclama ainda, que tenta acessar o site com o login que eles enviaram para saber como está o andamento da denúncia, mas aparece um erro de carregamento em inglês. Ou seja, não é possível mais saber se a prefeitura está ou não verificando a denúncia.