VARIEDADES

Maior incidência de alergias respiratórias no Brasil está na região sul

Tempo seco e a variação de temperatura são os principais fatores que contribuem para esses quadros

COMPARTILHE ›

viva-saude-top-banner

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

No Brasil, os maiores índices dessas alergias estão nos Estados da região Sul. Com a chegada da primavera, aumentam os casos de alergias causadas pelo pólen das plantas. Nesta época do ano é mais comum as pessoas sofrerem crises de asma, rinite alérgica, conjuntivite, entre outros problemas respiratórios. O tempo seco e a variação de temperatura são os principais fatores que contribuem para esses quadros.

Nesse período de intensa florescência das árvores e polinização das plantas, os grãos de pólen, que são estruturas masculinas de reprodução, são levados até as partes femininas das flores por diversos meios. Alguns deles são o vento e os insetos. Com isso, aumenta a quantidade desses grãos no ar e o pólen torna-se um incômodo extra para aqueles que já sofrem de alergias a outros elementos, como ácaros e fungos. Essas alergias são conhecidas como sazonais ou primaveris e costumam atingir mais os adolescentes e jovens adultos do que as crianças.

O pólen causa problemas respiratórios quando penetra nas vias nasais, provocando crises de asma e rinite alérgica, espirros em sucessão, coriza e congestão nasal. Algumas pessoas podem ter falta de ar e chiado no peito. Outro problema bastante comum é a conjuntivite alérgica, que provoca coceira e vermelhidão nos olhos.

De acordo com a Asbai (Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia), 25% da população brasileira enfrenta esse problema. Especialistas recomendam especialmente nessa época uma boa limpeza da casa, principalmente quarto, onde as pessoas passam a maior parte do tempo.

DICA

Lave diariamente as narinas. Assim como uma boa chuva limpa o pólen do ar, uma solução salina lava os alérgenos que estão na suas narinas. Uma pesquisa revelou que lavá-las três vezes ao dia durante os períodos em que as alergias são mais comuns melhorou a congestão, os espirros e a coceira e reduziu o uso dos anti-histamínicos de que os participantes precisavam. Para preparar a solução salina em casa, misture ½ colher (chá) de sal, ½ colher (chá) de bicarbonato de sódio e 500 mL de água morna. Como colocar no nariz? Use um conta-gotas pediátrico ou um dispositivo de irrigação nasal, encontrado em lojas de produtos naturais ou farmácias, usado na medicina aiurvédica da Índia. Incline-se sobre uma pia e vire a cabeça de modo que a sua narina esquerda aponte para baixo. Delicadamente, lave a narina direita com 250 mL da solução, que escorrerá pela narina esquerda. Ao terminar, assoe delicadamente o nariz. Repita com a outra narina.