REPORTAGEM EXCLUSIVA

Lixo hospitalar se acumula nos Centros de Saúde por falta de recolhimento

Atendimentos foram suspensos em Ingleses e a secretaria confirma os problemas no recolhimento e transporte para incineração

COMPARTILHE ›
Lixo hospitalar se acumula nos Centros de Saúde por falta de recolhimento
Foto: Emanuel Soares / Jornal Conexão Comunidade

Os problemas com a saúde pública vão além da falta de profissionais e as longas filas por consultas com especialistas durante as madrugadas nas portas dos Centros de Saúde. O recolhimento de lixo hospitalar que é composto por tudo o que é utilizado no tratamento dos pacientes, está com atraso no recolhimento. No Centro de Saúde de Ingleses, atendimentos odontológicos foram suspensos, além dos curativos. Os problemas confirmados pela secretaria de Saúde envolvem a Comcap e o transporte para incineração.

No local, já não há mais onde colocar o material que é considerado infectante e pode transmitir doenças. O lixo se acumula no posto dos Ingleses há 10 dias. Por telefone, os atendentes informaram que o recolhimento, mesmo com atraso, era para ter ocorrido na terça-feira (11), mas não aconteceu.

A situação envolve dois pontos. O primeiro trata do atraso no recolhimento do lixo hospitalar, que é feito pela Companhia Melhoramentos da Capital (Comcap), e o segundo é o fim de um contrato entre a secretaria da Saúde e a empresa Proactiva, que faz o transporte do depósito provisório da Comcap, no Itacorubi, até o aterro sanitário onde tudo é incinerado.

No posto de atendimento do Santinho, que fica em Ingleses, o local onde o lixo fica estocado também está cheio, mas os atendimentos não estão prejudicados, por enquanto. Em Canasvieiras, o recolhimento também não ocorre e foi confirmado pelo conselho comunitário de saúde.

O resíduo hospitalar pode estar infectado com vírus e bactérias de pacientes, o que é altamente contagioso. Além disso, também há preocupação com drogas e remédios manipulados que são descartados e podem ser perigosos devido a ingestão por terceiros. Por isso, o resíduo fica em um local separado.

A secretaria de Saúde de Florianópolis enviou nota ao Jornal Conexão Comunidade dizendo que o edital de licitação para contratação de empresa que fará o recolhimento e destinação do lixo das unidades de saúde do município está sendo finalizado e deve ser publicado nos próximos dias. Enquanto isso não acontece, a Comcap está fazendo o recolhimento nas unidades.

O órgão afirmou ainda que houve um problema operacional da Comcap nesta semana, que não recolheu o lixo em Ingleses na data programada. O presidente da Comcap, Carlão Martins, disse que o recolhimento acontece normalmente, uma vez por semana, nessas unidades. A partir da informação dos problemas, eles vão checar o que está acontecendo em Ingleses.