SANEAMENTO BÁSICO É NOSSA BANDEIRA!

Justiça determina perícia no Rio Papaquara para avaliar poluição

Ação ocorre após uma ação civil pública impetrada pelo Instituto Chico Mendes da Biodiversidade (ICMBio) em 2015

COMPARTILHE ›

saneamento-basico-bandeira

Justiça determina perícia no Rio Papaquara para avaliar poluição
Foto: Emanuel Soares / Jornal Conexão Comiunidade

A Justiça determinou que seja realizada uma perícia no Rio Papaquara, após as denúncias de poluição das águas com esgoto. A preocupação se intensifica, já que o rio deságua na Estação Ecológica dos Carijós. Além do mau cheiro, a cor da água chama a atenção neste ano. Animais que habitavam as águas do rio, desapareceram. A perícia ocorre após uma ação civil pública impetrada pelo Instituto Chico Mendes da Biodiversidade (ICMBio) em 2015.

“A perícia vai ser feita durante 60 dias em toda a extensão no Rio Papaquara, para determinar a responsabilidade sobre a degradação ambiental dele. Pode constatar responsabilidade da Casan, não sabemos! Certamente vai constatar um lançamento de esgoto diretamente na rede de drenagem, direto no rio”, disse João Manoel do Nascimento, um dos líderes comunitários que está na luta contra a poluição.

Em um protesto nesse fim de semana, que fechou a SC-401, a comunidade pediu providências emergenciais. Quem passa caminhando perto do rio, sente de longe o mau cheiro. A cor da água chega a ser comparada a petróleo. Suspeita-se de lançamento de esgoto na rede pluvial. Os moradores reclamaram da ausência dos programas de fiscalização da prefeitura e do Estado.

O perito nomeado pelo Juiz, vai avaliar e informar o judiciário sobre os problemas detectados no rio. Podem ser chamados para dar esclarecimentos a Casan, que deposita o efluente tratado no rio, prefeitura pela ausência de fiscalização nas redes de esgoto e pluvial e o Estado.