PROMESSA É DÍVIDA

Gean diz que vai converter o ‘Alô Doutor’ em um pré-atendimento médico por telefone

Demanda por consultas ou exames é muito maior que o corpo clínico dos locais de atendimento

COMPARTILHE ›

Promessa é dívida

Este slideshow necessita de JavaScript.

Mais que uma simples marcação de consultas, o prefeito Gean Loureiro afirmou ao Jornal Conexão Comunidade que uma das principais promessas de campanha, o ‘Alô Doutor’, por onde seriam feitas as marcações de consultas, será convertido em uma pré-avaliação médica por telefone. Por enquanto, os centros de saúde de Florianópolis registram filas todos os dias e limitações de senhas para a população local. Hoje, a demanda por consultas ou exames é muito maior que o corpo clínico dos locais de atendimento.

As filas estão na rotina da zeladora Maura Amorim de Souza, 54 anos, que busca consultas médicas no Centro de Saúde dos Ingleses onde havia procurado um clínico geral e não conseguiu consulta. Ela relatou a ironia no atendimento de algumas pessoas do posto, quando a fila é grande. “Eu chego lá e quando tem fila, as meninas dizem para falar com o prefeito, já que ele tinha prometido fazer a marcação de consultas por telefone. Tá péssimo e a gente não consegue. Cheguei às 4h da manhã”, disse Maura.

Assim como Maura, outras milhares de pessoas tentam diariamente consultas em Centros de Saúde de toda a cidade, saindo ainda pela madrugada de casa, ficando na fila. Em dias frios e de chuva, a situação é ainda muito pior para idosos. O prefeito da Capital, Gean Loureiro, disse que vai ampliar a promessa para um ‘Alô Saúde’, que pode ser integrado com outras cidades do sul do Brasil.

“Vamos ampliar o Alô Doutor que vai ser um Alô Saúde! Mais que o agendamento das consultas, vamos fazer um pré-atendimento, evitando que muitos se desloquem para consultas onde uma orientação por telefone pode dar resultado. Países como Espanha e Canadá já realizam. Nosso secretário, Dr Paraná, pretende fazer isso com o apoio do Ministério da Saúde. Já tive uma conversa com o ministro e ele quer ter como uma experiência como um projeto piloto nacional”, disse o prefeito.

A expectativa do executivo municipal é colocar em prática o ‘Alô Saúde’ até o fim do primeiro semestre deste ano.