MEIO AMBIENTE

Floram vai remover casas que ficam nas dunas da comunidade do Siri

Fundação municipal diz que dano ambiental é grande com o crescente aparecimento de casas em área de preservação permanente

COMPARTILHE ›
Foto: Floram / Prefeitura de Florianópolis
Foto: Floram / Prefeitura de Florianópolis

A Prefeitura de Florianópolis alertou pelo próprio site que moradores da Comunidade do Arvoredo (Siri) que estão com casas nas dunas terão as propriedades demolidas caso as casas não forem retiradas da área de preservação permanente ambiental. A prefeitura justifica dizendo que a ocupação cresce a cada dia e o ‘dano ambiental é gritante’ no Norte da Ilha.

Na visão do Superintendente Volnei Carlin, “o infrator deve fazer o ressarcimento do dano ambiental causado em razão de ação decisória”. O pedido da Floram aos infratores da Favela do Siri é que removam suas casas para locais fora de área protegida pela legislação ambiental, do contrário, as demolições ocorrerão nas próximas semanas.

Para o Chefe de Fiscalização Walter Hachow, “remover toda e qualquer edificação que ficar a menos de trinta metros da linha d’água é o foco da fiscalização”. O infrator é obrigado a elaborar e executar projeto de recuperação da área atingida, no prazo de 90 (noventa) dias do trânsito em julgado da decisão que transitou em julgado na administração pública.

ALERTA DA PREFEITURAfloram-materia-prefeitura