Emanuel Soares: “É a desmoralização das decisões Judiciais”

[email protected]

COMPARTILHE ›

Emanuel Soares Colunista Digital

Emanuel Soares: "É a desmoralização das decisões judiciais"
Foto: Bruno Oliveira

O Sintrasem não apareceu reunião de mediação da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) na manhã desta sexta-feira (10). O serviço público está afetado, com postos de saúde fechados, UPAs com atendimento parcial, escolas sem aulas, e a parte que se diz afetada não compareceu na reunião chamada pela OAB.

O sindicato diz que o único canal de negociação é pela Câmara de Vereadores. A única saída, para eles, é a revogação das leis aprovadas para a contenção de gastos e terminando com o plano de cargos e salários.

É uma guerra de braços e uma desmoralização das decisões Judiciais. Como a greve foi declarada ilegal, os servidores deveriam voltar ao trabalho. Mas as decisões judiciais não são respeitadas há tempos em Santa Catarina, quando se trata de greve.

Se a prefeitura topou a reunião, provavelmente faria concessões ao sindicato. Foi uma oportunidade perdida e, não falo do sindicato nem da prefeitura, mas da população que deseja o retorno dos serviços.

O bom censo precisa ser encontrado pelas duas partes para que se tenha um ideal comum. É isso que a cidade solicita ao sindicato e a prefeitura. Concordo que, em alguns pontos, as medidas da prefeitura desvalorizam os servidores, porém o diálogo é a saída para ambas partes.