Emanuel Soares: “Colombo e Galina resgatam a credibilidade da Casan”

[email protected]

COMPARTILHE ›

Emanuel Soares Colunista DigitalNão sei se você acredita em numerologia. Mas o tempo de espera pelas obras de ampliação do esgoto dos Ingleses, até hoje (8/3), quando serão anunciados prazos, foi de 20 meses e 20 dias. Ou seja, 20+20 dá 40 e 4+0 é igual a 4. É o número do espírito construtor. Ele relaciona-se com trabalho organizado e dirigido para massas (grande número de habitantes).

A obra do esgoto nos Ingleses vai alavancar o desenvolvimento da região, preservar as praias, melhorar a saúde, diminuir as viroses, mas tudo precisa de entendimento do morador que, no futuro, terá que ligar a rede corretamente. É consciência. É um investimento único, mas precisa ser feito em casas, prédios e comércios. Chegou a hora de preservar e investir no morador e no turismo.

Tanto o governador como o presidente da empresa, precisam ser reconhecidos. Colombo e Galina resgatam a credibilidade da Casan arranhada durante anos sem investimentos, propiciada por um abandono dos ideais que envolvem a qualidade de vida. A função da Casan é ligada a saúde e a qualidade de vida.

A nossa sorte, como moradores de Santa Catarina, é ter um governador que entende isso por ter sido presidente da Casan. Raimundo Colombo esteve no cargo de 04 de Janeiro de 1995 até 22 de Março de 1996.

Escrevo tudo isso para reconhecer o trabalho de investimento feito pelo Governo do Estado no Norte da Ilha. Não é puxa-saquismo, mas reconhecimento! O Governador Colombo construiu um mega centro de eventos, duplicou duas rodovias (SC-401 e 403), construiu um elevado para melhorar o trânsito, construiu um novo reservatório para não faltar água, uma nova estação para tratar o esgoto, a unidade de recuperação do Rio do Brás, colocou adutoras novas para melhorar o abastecimento e agora a obra mais importante de saneamento dos últimos anos na região.

Nunca antes, o Norte da Ilha teve tanto investimento público do Estado. Então, obrigado governador e obrigado Casan!saneamento-basico-bandeira