SEM AUMENTO

Conselheiros Tutelares voltam ao trabalho após não conseguir aumento

Prefeitura diz que não pode conceder aumento devido ao período eleitoral

COMPARTILHE ›

Os conselheiros tutelares realizaram uma reunião na tarde da sexta-feira (03) com representantes dos conselheiros tutelares, a secretária de Assistência Social, Sílvia de Luca, e o promotor público Thiago Carriço, na sede do Ministério Público Estadual, onde ficou definido que a prefeitura terá até 30 de janeiro de 2017 para dar uma posição ao Ministério Público referente às reivindicações dos conselheiros.

Segundo os conselheiros a prefeitura afirma que não dispõe de verba para atender ao reajuste solicitado pela categoria e que há impossibilidade jurídica de concessão de benefícios financeiros no período que antecede as eleições.

Entre os ítens na pauta de reivindicações dos conselheiros estão a valorização profissional e a dificuldade de execução do trabalho frente a falta de material de expediente e até mesmo condição das viaturas para atendimento externo em algumas unidades.