REPORTAGEM EXCLUSIVA

Câmera que poderia explicar acidente com Camaro não está funcionando

Imagens dela poderiam comprovar a alegação do advogado de defesa do motorista de que o Camaro foi atingido por outro veículo

COMPARTILHE ›
Câmera que poderia explicar acidente com Camaro não está funcionando
Foto: Emanuel Soares / Jornal Conexão Comunidade

Uma das câmeras da segurança pública de Santa Catarina não está funcionando no ponto próximo onde ocorreu o acidente com o Camaro que atropelou três pessoas e matou uma na Praia dos Ingleses no domingo (01). As imagens dela poderiam comprovar a alegação do advogado de defesa do motorista de que o Camaro foi atingido por outro veículo antes de subir na calçada. No acidente, morreu a empresária Cristiane Flores Gonçalves, 31.

Os problemas com as câmeras da segurança pública são antigos. Muitas delas, só enfeitam os postes. Segundo Vânio Ferreira, presidente do Conseg dos Ingleses, alguns equipamentos passaram por manutenção, após solicitação da entidade ao Estado, mas parou por aí. Algumas delas nem foram acionadas.

No caso da câmera do ponto do acidente, a imagem dela não chega na base por falta de estrutura de transmissão. Ela está inativa desde o ano passado.

A conexão com a base da PM é nula. No computador em que as imagens são recebidas, a câmera na esquina da SC-403 com a Avenida Internacional, que poderia ter captado, também não funciona, assim como a Câmera na SC-403 na esquina com a Rua do Marisco.

Câmera que poderia explicar acidente com Camaro não está funcionando
Foto: Emanuel Soares / Jornal Conexão Comunidade

Todas as câmeras foram instaladas com dinheiro do Governo Federal, há pelo menos cinco anos. O Conseg dos Ingleses vai fazer um levantamento dos problemas envolvendo as câmeras.

Em um levantamento feito pelo próprio Jornal Conexão Comunidade aponta que não funcionam também câmeras nos cruzamentos da Dom João Becker com a Rua do Mercúrio, Rua das Gaivotas perto do Hotel Costa Norte, Em frente ao Angeloni na SC-403, Rua João Nunes Vieira e no Centrinho dos Ingleses, local de maior movimento.