DE NOVO?

Atraso na entrega de canos adia novamente obras de ampliação do esgoto

Casan não confirmou nova data e vai esperar comunicação por parte da construtora

COMPARTILHE ›
Consórcio que vai ampliar esgoto pode ter contrato rescindido com a Casan
Foto: Emanuel Soares / Jornal Conexão Comunidade

saneamento-basico-bandeiraDepois de quatro meses da assinatura da ordem de serviço e de justificativas de atraso por causa da especulação imobiliária para não achar um canteiro de obras, agora o Consórcio Trix-Infracon, vencedor do edital internacional, afirmou à Casan que um atraso na entrega de canos vai adiar mais uma vez o início da obra de ampliação da rede de esgoto em Ingleses. A obra é esperada há mais de 20 anos na região. Desta vez, a Casan não confirmou nova data e vai esperar comunicação por parte da construtora.

O QUE PUBLICAMOS ONTEM:
– Início da obra de ampliação do sistema de esgoto é adiado em um dia

A obra, segundo os últimos prazos estipulados pela empresa, era para ter começado nesta terça-feira (01). Ontem, o Conexão publicou que o começo dos trabalhos havia sido transferido para quarta-feira (02).

Segundo a companhia, a abertura das ruas foi adiada porque o consórcio construtor aguarda a entrega de tubos com diâmetro de 150 milímetros e de poços de visita (PVs) em material de polietileno (tipo especial de plástico), que serão usados no início do assentamento de redes. Por enquanto, a Casan não tem nova data e vai aguardar o consórcio indicar que vai iniciar a perfuração de ruas.

Sem canteiro de obras, a Casan emprestou um terreno que pertence à companhia para realizar a recepção e estoque de materiais e solos. No local, o consórcio Trix-Infracon prepara as estruturas que serão utilizadas na abertura das ruas para implantação das redes de esgoto (estruturas de segurança para conter o terreno nas valas onde os trabalhadores assentam as redes, organização e armazenamento de tubulações e tampas de poços de visita). Estão também em execução os trabalhos de topografia e inspeção nas ruas que receberão as redes de coleta.

A OBRA

estação de tratamento de esgoto
Foto: Projeto da Estação de Tratamento em Ingleses / Reprodução

A obra custará R$ 84,5 milhões e terá o financiamento da Jica. O recurso vai permitir o assentamento de 58,6 quilômetros de rede coletora, a implantação de oito estações elevatórias e de uma Estação de Tratamento de Esgotos (ETE), com capacidade para tratar 105 litros por segundo. A ligação existente hoje entre a rede existente em Ingleses para Canasvieiras será extinta e todo o esgoto já captado no trecho norte do bairro, será tratado no futuro na nova ETE.

CONFIRA AS RUAS

Frentes iniciais de trabalho, que passam de uma rua a outra no período aproximado de 15 a 20 dias.

Frente 1 / Santinho
1° Servidão Maria Ramos Gama
2° Rua João Manoel Vieira
3° Servidão Navegantes do Mar
4° Servidão Rosa da Silva
5° Servidão Francisca da Silva

Frente 2 / Sitio Capivari
1° Servidão Júlio Petroski
2° Servidão Eduardo Marques da Rosa
3° Servidão Luiz Flor Francisco
4° Servidão Valdevino Marques da Natividade
5° Servidão Pedro Santos Filho