ELEIÇÕES 2016

Ângela Amin visita o Jornal Conexão Comunidade e faz promessas ao Norte da Ilha

Candidata disse que vai usar novas tecnologias para atacar o problema do esgoto como uma das primeiras ações de governo

COMPARTILHE ›
Foto: Jornal Conexão Comunidade
Foto: Jornal Conexão Comunidade

A candidata Ângela Amin (PP) visitou o Jornal Conexão Comunidade no sábado (10), onde fez promessas ao Norte da Ilha em relação as principais demandas da região. Saneamento e segurança foram os principais temas abordados na entrevista feita pelo jornalista Emanuel Soares. A candidata esclareceu detalhes de suas ações contra o esgoto, principalmente no início do governo.

Foto: Jornal Conexão Comunidade
Foto: Jornal Conexão Comunidade

Ângela fez uma caminhada com 200 correligionários pelo comércio onde ouviu a população e distribuiu material de campanha na companhia do candidato a vice, Rodolfo Pinto da Luz. Após o ato político a candidato visitou o Jornal Conexão. Ao final da entrevista, Ângela ganhou adesivos e uma camiseta da campanha promovida pelo JCC ‘O Norte da Ilha é Tudo de Bom’.

A entrevista em áudio será executada no programa Conexão Notícias às 11h desta segunda-feira (12). O Jornal Conexão Comunidade está abrindo espaço aos candidatos à prefeitura que procurarem a redação para expor as propostas para a região. O contato pode ser feito pelo 48 3365 8189 ou pelo e-mail emanuelsoares@jornaloconexao.com.br
LEIA A ENTREVISTA

JORNAL CONEXÃO: Candidata, aqui no Norte da Ilha temos problemas sérios de saneamento. Canasvieiras é um caso a parte, já que todo o bairro tem rede de esgoto. Existem ligações irregulares e extravasamento de esgoto da Casan. Como o senhora vai reverter esse processo?

ÂNGELA: Nós tínhamos essa dificuldade quando assumimos a prefeitura. É de responsabilidade do município. Aqui na comunidade do Norte da Ilha fizemos um trabalho muito intenso. Quem lembra, sabe do trabalho que fizemos com um robô e pegamos muitas ligações clandestinas. No período em que aqui nós estivemos, a balneabilidade era real. Nós saímos da prefeitura há 12 anos e a comunidade cresceu e os problemas ampliaram. Vamos trabalhar com novas tecnologias mais modernas do que aquela que usamos na oportunidade. Junto com a Casan e o poder de polícia da prefeitura, vamos atuar com muita seriedade junto ao cidadão que mora aqui para que nós possamos retomar a balneabilidade.

JORNAL CONEXÃO: Essa seria uma ação já em Janeiro?

ÂNGELA: Imediata! Cidadão que morava aqui quando eu era prefeita sabe da nossa atuação aqui na região.

JORNAL CONEXÃO: A senhora mora em Ponta das Canas ainda?

ÂNGELA: Moro no Norte da Ilha. Eu entendo que é muito importante fazer isso com serenidade. Vou citar o exemplo da minha residência.

JORNAL CONEXÃO: A senhora já fez a ligação do esgoto?

ÂNGELA: A rede passou na nossa casa e fizemos a ligação com o acompanhamento da Casan. Faltou uma caixa de gordura da churrasqueira e retificamos que a Casan identificou o problema. Reconheço aqui, todo o cuidado e toda a técnica são necessários e começa pela nossa casa. Depois de todo o trabalho realizado, identificamos que faltava ainda mais uma coisa e retificamos de imediato depois que a Casan.

JORNAL CONEXÃO: Segurança pública é um problema do estado. Vivemos uma onda de furtos e roubos grande. Como a prefeitura vai atuar nisso?

ÂNGELA: Quando prefeita, uma das atitudes que tomamos foi a criação da Guarda Municipal para liberar policiais para o policiamento, deixando a função de cuidado com o trânsito. O que nós podemos fazer é uma análise de gasto com pessoal, ampliando a Guarda Municipal para que mais policiais possam ser liberados. Além disso, vamos fortalecer o trabalho dos conselhos de Segurança, definindo bem claramente o trabalho de cada polícia, tendo mais eficiência para que o cidadão se sinta mais seguro.

JORNAL CONEXÃO: Aqui nos Ingleses não temos áreas de lazer. A atual administração prometeu uma praça, mas ela não saiu. Como a senhora vê esse tema?

ÂNGELA: Essa solicitação foi feita em uma das reuniões que fizemos aqui nos Ingleses. Essa análise deve ser feita num plano amplo. A discussão do Plano Diretor tem essa visão. Isso está no contexto do que eu tenho dito em todas as discussões. A administração municipal tem que prever uma cidade melhor para se viver e não só melhor para morar. Melhor saúde, educação, esporte e pro lazer. Vamos olhar a cidade como um todo.

JORNAL CONEXÃO: De que forma a senhora vai trabalhar, se ganhar, com os partidos coligados na prefeitura?

ÂNGELA: Tem o contexto político e tenho muito claro que o contexto da gestão é muito importante. Até tem sido levado pela oposição de maneira chocosa. Eu voltei a universidade depois que saí da prefeitura com pesquisas na área da administração pública. Me orgulho muito de ter essa visão. Não brinquei, foram 12 anos, quatro como deputada e oito anos dedicado a pesquisa. Meu sonho é voltar a prefeitura. O contexto político também é importante, mas a questão da gestão é fundamental.

JORNAL CONEXÃO: O que o eleitor pode ter como certeza da sua administração, se o senhor for eleito?

ÂNGELA: Minha presença aqui para discutir, como fazíamos permanentemente, junto com a comunidade buscar as soluções. E que o Norte da Ilha me dê a oportunidade de voltar a fazer por essa gente que merece nosso trabalho e dedicação.