REPORTAGEM EXCLUSIVA

Viaturas do Corpo de Bombeiros estão com problemas nos freios e pneus

Levantamento exclusivo do Jornal Conexão Comunidade aponta falhas estruturais que colocam em cheque o trabalho na região

COMPARTILHE ›
Foto: Emanuel Soares / JCC
Foto: Emanuel Soares / JCC

Com sete anos de uso, a ambulância e o caminhão de combate a incêndios do Corpo de Bombeiros do Norte da Ilha estão enfrentando graves problemas. Os veículos oficiais estão na oficina há um mês e seguem sem previsão de entrega. Atualmente, veículos da reserva prestam serviço na região com problemas nos freios e pneus carecas. O levantamento é exclusivo do Jornal Conexão Comunidade (JCC).

Quando a guarnição de plantão é acionada para uma ocorrência de incêndio, os bombeiros não podem sair imediatamente. O caminhão precisa ficar, pelo menos, 10 minutos ligado para encher os cilindros de ar do freio. A capacidade do veículo em operação é de 2 mil litros de água, quando o caminhão oficial, que está na oficina, tem um tanque de 4 mil.

“Quando a ambulância é acionada para prestar socorro, o tempo de resposta está maior por causa do problema no freio. É preciso pisar bem fundo para o veículo conseguir parar. É um risco para todos”, disse uma fonte ligada ao quartel dos bombeiros ao Jornal Conexão Comunidade.

Fora os problemas materiais, hoje o quartel conta com três bombeiros de plantão a cada 24 horas, quando o ideal são cinco. “Se estamos atendendo uma ocorrência de retirada de um vespeiro e uma pessoa passar mal na rua, a pessoa morre por falta de atendimento. Não podemos largar o vespeiro no meio da ocorrência. Se isso ocorresse, ainda teríamos que ir ao quartel, trocar de roupa e pegar a ambulância que está com problemas. E ainda no deslocamento, não podemos andar em alta velocidade por causa do problema nos freios”, disse um bombeiro.

O tenente coronel Hilton de Souza Zeferino, comandante do 1º batalhão de Florianópolis, afirmou que não estava sabendo dos problemas enfrentados pelo quartel. Segundo ele, o problema no cilindro de ar dos freios do caminhão em operação será visto ainda nesta quarta-feira (30). Ele afirmou também que o caminhão que está na oficina passa por uma reforma e será devolvido na próxima semana.

Sobre a ambulância, os problemas de freios e pneus também serão identificados ainda hoje. O coronel afirmou que a ambulância que está na oficina é nova e apresentou problema no motor e foi encaminhada à concessionária. Sexta-feira (01) ela será devolvida ao quartel do Norte da Ilha.

Zeferino afirmou que os bombeiros estão otimizando os recursos humanos pela falta de efetivo. “É público e notório a falta de efetivo e estamos otimizando as equipes para atender a comunidade. Não tenho condição de manter efetivo de cinco bombeiros por quartel, quando não tenho gente”, afirmou. Ele disse ainda que não tinha conhecimento da maioria dos problemas e ficou sabendo pelo Jornal Conexão Comunidade, sendo que ele lê o livro do registro dos problemas diariamente, mas nada consta.