DENÚNCIA

Upa Norte não terá médico cirurgião durante 13 dias de outubro

Em quatro plantões de 24 horas, não haverá nenhum especialista dessa área

COMPARTILHE ›
Foto: Jaime Júnior / Jornal Conexão Comunidade
Foto: Jaime Júnior / Jornal Conexão Comunidade

A Upa Norte não terá médico cirurgião durante 13 dias de outubro, em diferentes plantões, sendo que em quatro dias do mês não haverá cirurgião durante 24 horas. O caso é considerado grave, já que o médico dessa especialidade atende casos que são considerados emergenciais dentro da unidade. O Conexão teve acesso, na manhã desta segunda-feira (02), as escalas que apontam a falta do profissional durante 24 horas nos dias 7, 15, 16 e 21 de outubro. A denúncia é do Sindicato dos Médicos do Estado de Santa Catarina (Simesc).

A mesma escala de cirurgiões possui uma lacuna no plantão das 7h às 19h nesta segunda (02), ou seja, até às 19h de hoje não haverá o especialista nos atendimentos emergenciais dentro da unidade. Nestes casos, segundo o Simesc, o clínico geral faz o atendimento, porém deixa de realizar outros procedimentos.

LEIA MAIS:
– Sem cirurgião na Upa Norte, futuro secretário faz procedimento em paciente

A denúncia sobre a falta dos profissionais partiu do próprio conjunto de médicos da Upa Norte ao sindicato da categoria. Segundo Vânio Cardoso Lisboa, presidente do Simesc, os procedimentos feitos por um cirurgião correspondem pela maioria dos atendimentos de emergência feitos pela Upa Norte.

“Os médicos que trabalham de plantão na Upa procuraram o sindicato, informando a dificuldade que eles estão tendo para fazer uma escala de plantão para ter um atendimento adequado para a população que procura a Upa do Norte da Ilha. O cirurgião pode fazer todos os procedimentos com anestesia local. Vai desde a drenagem de um abcesso, extração de unha, sutura… São procedimentos menores, sem anestesia local. Isso corresponde de 70% a 80% dos atendimentos de emergência”, comentou.

O Conexão procurou a Secretaria Municipal de Saúde, responsável pela gestão da Upa Norte, mas o secretário estava, até às 10h, em reunião de colegiado (encontro dos secretários com o prefeito). A assessoria deve enviar um posicionamento após a liberação do secretário.

ESCALA

Arte: Jornal Conexão Comunidade
Arte: Jornal Conexão Comunidade


Na escala de cirurgiões, que o conexão teve acesso, onde há um quadro vermelho existem médicos cirurgiões escalados. Porém, nas lacunas brancas, não existem profissionais previstos. O plantão médico é de 12 horas, dividido das 7h às 19h e das 19h às 7h.

SECRETÁRIO CIRURGIÃO

Sem cirurgião na Upa Norte, futuro secretário faz procedimento em paciente
Foto: Bruno Oliveira

Mesmo antes de tomar posse como secretário, Carlos Alberto Justus da Silva, o Dr. Paraná, acompanhou o prefeito numa vistoria na Upa Norte em 31 de dezembro. Na época, não havia médico cirurgião e o próprio secretário fez a remoção de um caroço em um paciente que foi mordido por um inseto. Na época, ele conversou com os servidores e se comprometeu em fazer o acompanhamento, visitas frequentes nas unidades e procurar a resolução das demandas.