SEGURANÇA PÚBLICA

Turista chileno leva tiro após assalto na Cachoeira do Bom Jesus

Vítima reagiu a ação criminosa e disparo atingiu perna do homem que estava de férias em Florianópolis

COMPARTILHE ›

Um turista chileno levou um tiro após um assalto na tarde desta quinta-feira (08) na Cachoeira do Bom Jesus. Ele estava acompanhado da esposa quando foram abordados por um bandido nesta quinta-feira (08). Ele reagiu a ação criminosa, quando o bandido disparou contra uma das pernas da vítima. O caso foi registrado na 7ª Delegacia de Canasvieiras e nesta sexta-feira (08) ele vai prestar depoimento na Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos de Santa Catarina.

Por enquanto, o nome, a idade e a cidade de origem do chileno não foram confirmados pela Polícia. Ele desembarcava do veículo em que estava, quando foi abordado por um homem armado com uma pistola. O criminoso tinha pele morena, roupas pretas e boné branco. Quando o bandido anunciou o assalto, a vítima regiu empurrando ladrão que imediatamente disparou contra a perna da vítima. Ele foi encaminhado para a UPA Norte onde a bala foi retirada.

Segundo a Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos de Santa Catarina o homem teve documentos levados pelo criminoso. O turista do Chile está vendo a documentação junto a representação do país de origem em Santa Catarina e prestará depoimento na tarde desta sexta-feira (08) na delegacia que fica no centro da capital. Fotos de suspeitos serão apresentadas para que a vítima faça o reconhecimento do criminoso. Ele vai voltar para o Chile após o incidente, segundo a polícia.

MORTE DE ARGENTINO

Em janeiro de 2011, um turista argentino foi morto na frente da família em Canasvieiras. Raúl Alberto Baldo reagiu ao assalto e levou um tiro quando o bandido tentava roubar o carro da família. O crime ocorreu na Rua Rodolfo Hickel e Baldo foi morto na frente dos dois filhos, de 11 e 14 anos e da esposa. Antes de procurarem um hotel, eles foram olhar a praia durante a madrugada. A morte gerou um mal estar ‘diplomático’ entre o estado de Santa Catarina e a Argentina.