Silvio Souza: “Comportamento demite mais do que por resultado”

contato@jornalconexao.com.br

COMPARTILHE ›

colunista-silvio-bannerDurante toda a minha vida profissional, e nos últimos 35 anos, administrando equipes, convivi obviamente com demissões. Tive que demitir pessoas.
Isto sempre foi o grande problema enfrentado pelos gestores, digo, os bons gestores, por que os outros não estão nem ai com o que escrevo hoje aqui.
A demissão quando ocorre deve ser simplesmente um ato formal, uma rescisão contratual.
Por que digo isto:
Por que o bom gestor já orientou, deu oportunidades, forneceu feedback, estabeleceu plano de recuperação do funcionário e principalmente acompanhou seu dia a dia. Se o gestor não tem este perfil de atuação, ai o demitido sempre se achará um injustiçado. E pior, sairá dizendo que não sabe por que foi demitido.
Não pode um funcionário ao ser demitido mostrar-se surpreso, principalmente se estamos falando de resultados, atitudes ou comportamento.
Muitos gestores e funcionários no ato da demissão, acham que aquele é o momento para discutir relações, resultados, comportamentos e buscar culpados.
Gente, por favor, esta hora já passou, foi lá atrás. Agora, é só formalidade.
Eu sempre fiz isto. Consegui recuperar muitos funcionários. Outros não e tiveram que ser demitidos. Foi tranquilo…sabiam por que estavam saindo.

Outro dia li uma pesquisa efetuada pela revista VOCÊ S/A, sobre o motivo por qual as pessoas são demitidas. Pasmem. 87 % das pessoas são demitidas por “problemas comportamentais “.

Os nossos jovens, falo de jovem, por que eles devem saber disto, ainda acreditam que a empresa deve adaptar-se a ele.  Não estou falando de comodismo ou conformar-se …estou falando de bom relacionamento e através de sua competência técnica contribuir com melhorias.
É a geração do “Não dá nada”.  Quando falo para um jovem sobre algo que não concordo ou que não acho legal que ele esteja fazendo, ele diz: Não dá nada.  Ai eu digo, vá trabalhar, e depois me diga se não dá nada.

Tem uma frase, de Peter Drucker, o grande guru da administração moderna que diz: AS PESSOAS SÃO CONTRATADAS PELAS SUAS HABILIDADES TÉCNICAS, MAS SÃO DEMITIDAS PELOS SEUS COMPORTAMENTOS”

São comportamentos que vão desde a alegria até a raiva.  Você já trabalhou com gente mal humorada? Eu já.  Foi demitido, tal o estrago que gerava no clima organizacional.

Por isso, cada vez mais as empresas estão procurando investir em identificação de perfil.  Também estão de olho nos “facebook”. O jovem escancara tudo na rede social.

Caros leitores, e na sua família? Como estão as coisas? Sei que tem vontade de demitir alguém.  Cuidado podem também estar querendo demitir você.
Não faça nada antes de: Ver se o culpado não é você, fornecer feedback, orientação, plano de recuperação da relação, acompanhamento do dia a dia, e se não tiver jeito, volte ao inicio……e…. repita:

Ver se o culpado não é você, fornecer feedback, orientação, plano de recuperação da relação, acompanhamento do dia a dia

Até breve e boa semana.