Silvio Souza: “Ah, se eu soubesse”

contato@jornalconexao.com.br

COMPARTILHE ›

 

colunista-silvio-bannerAh, se eu soubesse.  Este é o título de livro, de 1997, cujo autor  Richard Edler, um conhecido publicitário americano fez uma mesma pergunta à várias pessoas de sucesso.  O que você sabe hoje, mas gostaria de ter sabido há 25 anos atrás?

Antes que você comece a ler este artigo quero combinar com você o seguinte:

Nada de tristeza, arrependimentos e rancor.

E tem mais, quero principalmente que SAIBA: Já a partir de hoje você pode decidir teus próximos 25 anos.

A questão aqui é te levar para o ano de 1990, ou ao ano que você preferir.

Lembre onde você morava, trabalhava, estudava, namorava, esposa, esposo, amigos, idade dos filhos, pais, mães, e se puder, pense ainda:  o que você imaginava em 1990 de como estaria hoje, em 2015, após 25 anos. Aconteceu?

Eu particularmente, se pudesse, teria dedicado muito mais o meu tempo a coisas que realmente interessam, que só hoje eu sei.

Teria dado menos importância as coisas materiais, menos importância ao que os outros falavam, provavelmente menos egoísta, cultivaria melhor minhas amizades, teria selecionado melhor meus “amigos“, teria usado mais bermudas floreadas, teria dado mais atenção a minha família, teria aprendido línguas,  teria engolido menos sapos,  teria  aprendido a surfar e também a nadar melhor,  em meu estilo “ cachorrinho “.

Faça a sua lista.

Caros leitores, as decisões em nosso passado, foram tão convictas na ocasião de que não há espaço para arrependimento, e nem você seria convencido de outra decisão.

Há espaço para recomeço, espaço para fazer as coisas diferentes, espaço para dizer que tentaremos fazer melhor ou até mesmo fazer exatamente igual.

Eu, vocês podem não acreditar, estou neste momento pensando nos meus próximos 25 anos.

Vou Jogar mais conversa fora, sabendo que não terei preocupação com o que falo e nem com o que ouço; amigo não cobra amigo.

Gastar menos, consumindo mais… mais conversa de olho no olho…mais olhar nos detalhes… mais olhar pra vida… mais preocupação com os segundos e menos com as horas, ouvir menos e escutar mais, olhar menos e enxergar mais.

Vou aprimorar meu nado, de um simples estilo cachorrinho, para um nado estilo “cachorrinho com pedigree“; gosto deste estilo, enquanto nada, presta atenção em tudo a sua volta.

Ainda hoje, comprarei bermudas coloridas e vou aprender a surfar. (No início começo devagar…vou de “planonda “ e… nas marolas).

Mãos à obra: Faça seu exercício, escreva sem medo o que você quer e ainda hoje comece a agir.

Você irá se surpreender que teu bem estar virá de coisas simples…aliás muito simples. E o melhor, sem custo algum.

Até breve