SERVIÇO PÚBLICO

Servidores públicos municipais decidem pela continuação da greve em Florianópolis

Servidores querem garantir negociação com o executivo antes do período eleitoral

COMPARTILHE ›

Foto: Sintrasem / DivulgaçãoEm assembleia na tarde desta segunda-feira (7), na Praça Tancredo Neves, os servidores públicos municipais decidiram dar continuidade a greve que iniciou no dia dois de março.
Segundo o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Florianópolis (Sintrasem), mais de seis mil trabalhadores estavam presentes. Após o ato eles sairam em passeata com cartazes e palavras de ordem com o objetivo de esclarecer a população quanto as dificuldades enfrentadas nas unidades de trabalho. O grupo caminhou rumo ao prédio da Secretaria da Fazenda.

O Sintrasem explicou que o sindicato foi chamado para conversar com representantes do gabinete do executivo. A proposta do prefeito é que só haverá negociação quando o movimento der fim à greve.

Os integrantes do sindicato não aceitam essa imposição do executivo e o movimento continua por tempo indeterminado, afirmam.

Foto: JCC / Divulgação
Foto: JCC / Divulgação

Na Escola Básica Municipal Antônio Paschoal Apóstolo, no Rio Vermelho, um cartaz foi fixado para esclarecer à comunidae alguns dos motivos pelos quais os professores e funcionários estão em greve. Também foi divulgada pelo Conselho Deliberativo, uma carta aberta com as dificuldades e perdas dos educandos nos últimos anos.

A Carta Aberta pode ser lida na íntegra:

escola - antonia apostolo - rio vermelho 2CONSELHO ESCOLAR DA EB ANTÔNIO PASCHOAL APÓSTOLO

Bairro Rio Vermelho – Florianópolis – SC

O Conselho Escolar é uma estância superior, composta por pais e profissionais da Escola, que tem, como atribuição principal, colaborar com a Escola e interferir em momentos em que esta necessite.

Este momento é agora:

Segundo dados do IBGE( Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) a região que mais cresceu em população em Florianópolis foi o norte da Ilha, sendo que o nosso Rio Vermelho, nos últimos 20 anos, DOBROU de população.

  • Hoje a EBM Antônio Apóstolo, além de absorver alunos provenientes da Creche Lausimar e do NEI São João Batista, tem como demanda as crianças de famílias constituídas pelos novos moradores, inclusive vindos do exterior.
  • A PREFEITURA MUNICIPAL DE FLORIANÓPOLIS anunciou recentemente a construção e abertura de mais 560 vagas em duas novas creches a serem construídas no bairro.

O CONSELHO ESCOLAR preocupado com possibilidade de faltarem vagas nas Escolas do bairro, tomou as seguintes providências:

Ainda em 2012, durante a reforma de nossa escola, ALERTÁVAMOS sobre a importância da construção de mais uma NOVA ESCOLA no bairro,

  • Em 2013, numa reunião com a Secretária Adjunta da Educação Sra Maria José, o Conselho Escolar e a Associação de Pais e Professores (APP) ressaltou que, além de problemas com relação a reforma, existia a necessidade de construir uma nova escola no bairro.
  • Em 2014, em função da grande demanda por 1º anos, a Escola extinguiu a Sala de Vídeo (muito utilizada por todos os alunos e pais) em favor da abertura de DUAS NOVAS turmas de 1º ano. Novamente o Conselho Escolar manifestou-se junto a Secretaria da Educação pontuando sua preocupação quanto à FALTA DE VAGAS para turmas do 1º anos.
  • No ano de 2015 iniciamos sem a Sala de Vídeo. A Secretaria sinalizou que iria ocorrer uma REFORMA e AMPLIAÇÃO da EBM Maria Conceição Nunes.
  • Em DEZEMBRO DE 2015, prevendo-se a necessidade de mais um espaço, o coletivo escolar optou por transformar a SALA DOS PROFESSORES, em mais uma SALA DE AULA. Contudo, em fevereiro do ano vigente, a Escola foi informada(pela Secretaria da Educação) que haviam 24 alunos na LISTA DE ESPERA e precisaríamos ABRIR MÃO de mais um espaço da Escola.
  • Numa reunião de pais(22/02) com um Representante da SECRETARIA DA EDUCAÇÃO, fomos informados de que a intenção da Secretaria é construir uma Escola na região do CAPIVARI (Bairro Ingleses) e que a prometida REFORMA E AMPLIAÇÃO da EBM Maria Conceição Nunes, ainda estava em LICITAÇÃO.
  • Já no dia 27/02, em outra reunião, desta vez na AMORV o representante da Prefeitura, informou que seria construída uma nova escola próximo a Creche Lausimar(Quem está faltando com a verdade?)
  • Diante do exposto o CONSELHO ESCOLAR ALERTA:

A construção de uma nova Escola na região do Capivari, NÃO resolverá o problema do Bairro Rio Vermelho,

  • A Reforma e Ampliação da EBM Maria Conceição Nunes (ainda em processo de licitação) assegura que antes de 2018, NÃO TEREMOS OPÇÕES DE SALAS DE AULA
  • A escola JÁ PERDEU espaços valiosos como Sala de Vídeo, Sala dos Professores, Refeitório, e o que virá em 2017 e 2018 serão fechadas a Biblioteca, Informática, Ciências, Artes??
  • Nossa Escola nos últimos QUATRO ANOS, recebeu inúmeros prêmios pela qualidade, inclusive um PROFESSOR NOTA DEZ, professor de Música Rodrigo Cantos e ao que parece a própria Secretaria da Educação não reconhece, pois ano a ano faz com que ESPAÇOS PEDAGÓGICOS DIFERENCIADOS, sejam transformados em Sala de Aula.
  • A ESCOLA recebeu prêmios por vários projetos, inclusive sendo mostrados nos meios de comunicação do Estado.
  • O CONSELHO entende que fechar espaços de uso coletivo para abrir mais salas de aula além de PRECARIZAR os momentos escolares de seu filho, também representam um REAL perigo, e colocam em risco todas as crianças.

CONSELHO ESCOLAR ADVERTE  ESCOLA NÃO É DEPÓSITO