AUDIÊNCIA

Secretaria Municipal de Educação não comparece à audiência pública na Herondina

Secretária de educação Maria José Brandão enviou um ofício informando a ausência

COMPARTILHE ›
Foto: Luzia Vidal / Jornal Conexão Comunidade
Foto: Luzia Vidal / Jornal Conexão Comunidade

A comunidade escolar da Herondina Medeiros Zeferino participou na noite desta quinta-feira (6), da audiência pública solicitada pela Câmara Municipal de Vereadores para discutir a pauta de 11 ítens enviados à Secretaria Municipal de Educação.

Mesmo com um número reduzido de pais, alunos e professores a audiência foi de extrema importância para esclarecer aos representantes públicos sobre as dificuldades enfrentadas junto a secretaria de educação pela unidade escolar, considerada a maior da rede pública de ensino.

Estavam entre os presentes além dos vereadores Afrânio Bopré, integrante da comissão e Vanderlei Farias (Lela) solicitante da audiência, também os vereadores Edinho Lemos, Marcelo da Intendência, João Luiz da Bega (eleito) e representantes do vereador eleito Miltinho Barcelos, Guilherme Botelho, presidente da comissão de educação não compareceu e mandou representante e Maria de Jesus Barros Conte representou o Conselho Municipal de Educação.

A Secretária Municipal de Educação Maria José Brandão, não compareceu à audiência e enviou uma justificativa por escrito.

O diretor William Marques Pauli relatou as dificuldades enfrentadas junto à equipe técnica da secretaria de educação para resolver as demandas da unidade. Ele ressaltou que a secretaria faz “educação sem escutar a escola”, referindo-se as imposições feitas sem consultar ou debater com a comunidade escolar.

Os pais inscritos para falar relataram o descaso da secretaria às questões solicitadas ao longo do ano e cobraram a ausência dos representantes e dos 19 vereadores ausentes na solenidade bem como o poder de fiscalizar o executivo, que ficou a desejar durante os quatro anos de legislatura.

Na fala dos professores ficou claro a preocupação com o crescimento da demanda e a falta de um olhar criterioso dos gestores da secretaria que não preevem ações efetivas para o aumento do número de alunos e a falta de infraestrutura para dar conta disso.

O vereador Vanderlei Farias se comprometeu a convocar a Secretaria de Educação para uma audiência na Câmara de Vereadores juntamente com a direção e o conselho deliberativo da escola para dar andamento às questões.