URGENTE

Preso pela Polícia Civil suspeito de matar transexual Jennifer

COMPARTILHE ›

ATUALIZADA ÀS 10h05
Foi preso pela Polícia Civil o jovem suspeito de matar a transexual Jennifer Célia Henrique, de 38 anos, há 45 dias na Praia dos Ingleses em Florianópolis. O jovem Dik Greison Isidoro da Silva, de 22 anos, foi ouvido pelo delegado Eduardo Mattos, responsável pela investigação, e segundo ele, confessou o crime.

LEIA MAIS:
– “Minha mãe chora todos os dias”, diz irmã da transexual assassinada em Ingleses
– Divulgada foto do jovem suspeito de matar a transexual Jennifer
– Polícia reconstitui últimos momentos de Jennifer com o auxílio de videomonitoramento

O jovem foi preso numa ação da polícia no bairro Itacorubi. A foto dele havia sido divulgada no fim de semana, até que a polícia chegou no suspeito nessa manhã de segunda-feira (24).

As motivações do crime, ainda não foram informadas pela Polícia Civil. O corpo da transexual, que foi enterrado no cemitério de Ingleses, tinha marcas na cabeça e lesões causadas por esganadura. Porretes sujos de sangue também foram encontrados pela polícia.

O caso que envolve a morte de Jennifer segue em investigação. A prisão do suspeito já havia sido expedida pela Justiça há 10 dias. Integrantes do movimento LGBT em Florianópolis defendem que o crime foi por transfobia (discriminação contra transexuais).

A morte da transexual que atuava como representante da venda de cosméticos, chocou moradores do Norte da Ilha, amigos, familiares e seguidores de Jenni nas redes sociais.