URGENTE

Prefeitura decreta situação de emergência por ressaca no Norte da Ilha

COMPARTILHE ›
Construções que estão próximas a praia serão notificadas pelo poder público
Fotos: Jornal Conexão Comunidade

A Prefeitura de Florianópolis decretou situação de emergência na cidade após os estragos provocados pela ressaca no mar que ocorreu na última semana no Norte da Ilha. O decreto, publicado no Diário Oficial desta terça-feira (30), autoriza ações do poder público municipal nas APPs (Área de Preservação Permanente) pertencentes à União, como adentrar nas faixas de areias para fazer as devidas intervenções emergenciais e recuperar os bens públicos que foram atingidos.

De acordo com o balanço da Defesa Civil, ocorreram danos em muros, rampas e escadas de acesso público. Somente em Canasvieiras, 25 postes de iluminação caíram, ocasionando 1 km de destruição. Já na praia dos Ingleses, 15 postes foram afetados ao longo dos 500 m da orla.

Segundo o diretor da Defesa Civil de Florianópolis, Luiz Eduardo Machado, com um regime jurídico diferenciado, previsto na legislação, há possibilidade de ser realizada a remoção do material, bem como a recuperação da iluminação pública dos locais. “Dependemos das boas condições do tempo e da maré permanecer baixa para realizar a limpeza das praias. Se o material não for removido, a areia pode cobrir agora, mas aparecer na temporada de verão com os banhistas na praia, o que pode ocasionar acidentes”, acrescenta o diretor. Estima-se que serão necessários 20 dias de trabalho para recuperar as orlas das praias. Já a questão da iluminação pública ainda depende da compra de material.