#CONEXÃOTRÂNSITO

Polícia Militar vai desligar sinaleiras se prefeitura não resolver os problemas de trânsito

Ação foi confirmada pelo Tenente Coronel Sinval Santos da Silveira Júnior, novo comandante do 21º Batalhão da Polícia Militar

COMPARTILHE ›
Fotos: Emanuel Soares / JCC
Fotos: Emanuel Soares / Jornal Conexão Comunidade

A Polícia Militar vai desligar as sinaleiras da Praia dos Ingleses na SC-403, nos pontos de engarrafamento, caso as autoridades de trânsito do município não resolvam os problemas do congestionamento. A ação foi confirmada pelo novo comandante do 21º Batalhão da Polícia Militar no Norte da Ilha, Tenente Coronel Sinval Santos da Silveira Júnior, em entrevista ao programa Conexão Notícias nesta quinta-feira (28). No cargo há duas semanas, o Coronel já conhece bem a região, pois se criou na área.

“O problema do trânsito é físico. Excesso de veículos e falta de vias. Mas teve o componente que foi a implementação das sinaleiras na entrada de Ingleses. Foi uma experiência que não deu certo. Espero que as autoridades de trânsito do município tomem suas providências, mas se não tomarem, nós vamos tomar como Polícia Militar nos momentos e nos horários de nó no trânsito vamos desligar as sinaleiras e vamos puxar o trânsito de forma mais racional”, disse o comandante.

Ele confirmou que há poucos dias passou pela SC-403 e o trânsito estava lento por causa dos semáforos. O coronel entende que algumas posições tomadas precisam ser revistas, se não deram certo.

Na terça-feira (25), também em entrevista ao Conexão Notícias, José Paulo Rubim Rodrigues, secretário municipal de Segurança e Gestão do Trânsito, afirmou que a prefeitura vai desligar os semáforos da SC-403 com a Servidão Três Marias durante a temporada de verão para evitar congestionamentos no bairro, no período de maior movimento de pessoas.

A colocação dos equipamentos em Ingleses gerou um mal estar entre o Tenente Coronel José Nunes Vieira, ex-comandante do 21º Batalhão da Polícia Militar, e a Prefeitura de Florianópolis, já que o município não consultou a viabilidade junto a PM, responsável por policiamento e trânsito na região.