EDUCAÇÃO

Pais de alunos da Herondina exigem mais atenção da Secretaria Municipal de Educação

Abaixo assinado com reivindicações será entregue hoje durante audiência com a secretária de educção

COMPARTILHE ›
Foto: Emanuel Soares / JCC
Foto: Emanuel Soares / JCC

Pais e professores da Escola Básica Herondina Medeiros Zeferino, nos Ingleses entregam na tarde desta segunda-feira (11), na Secretaria Municipal de Educação de Florianópolis, um abaixo assinado para reivindicar melhorias e estrutura adequada para a qualidade de educação dos alunos.

A decisão partiu da assembleia de pais realizada no dia 23 de junho, após a secretaria não ter respondido ao documento com 11 ítens definidos pelo Conselho Deliberativo da escola e enviado anteriormente para a secretária de educação.

Apenas um ítem foi atendido parcialmente, que trata da contratação de um professor de 40 horas semanais para a sala multimeios. A secretaria enviou um profissional de 20 horas.

Entre as solicitações estão o pedido de cumprimento da Portaria nº 244/2015 que regulamenta o número de alunos por turma: 1º e 2º ano – 25 alunos, 3º, 4º e 5º ano – 30 alunos, 6º ao 9º ano: 35 alunos, pois a comunidade escolar entende que o número de estudantes por sala e as condições de trabalho estão relacionados à qualidade do processo de ensino aprendizagem.

A assembleia de pais definiu ainda que as aulas serão paralisadas na escola em caso de algum tipo de sanção ou pressão à secretária da escola para o descumprimento da portaria.

Outras solicitações dizem respeito a mudança na linha circular Santinho Ingleses para que os alunos não cheguem atrasados como vem ocorrendo.

O documento pede ainda a elaboração de projeto de ampliação para atender à crescente demanda de estudantes que procuram a escola. As demais questões solicitadas seguem listadas abaixo.

O documento com as reivindicações foi enviado a todos os vereadores e solicitado apoio, apenas os vereadores Ricardo Vieira e Vanderlei Farias declaram apoio à comunidade escolar e vão acompanhar o andamento das solicitações.

A comissão de educação da Câmara de Vereadores declarou que a audiência pública para tratar das questões escolares só poderá ser realizada a partir de agosto, devido ao prazo para os trâmites de organização e ao recesso dos vereadores.

Por outro lado, a secretaria de educação do município afirma que está conversando com a escola para atender o melhor possível as solicitações, mesmo enfrentando limitações e crise financeira.

Pedro Rodrigues, Diretor do Observatório da Educação e Apoio ao Educando, afirmou que a secretaria de educação não tem mais autonomia e todas as questões que envolvem gastos precisam passar pelo comitê gestor.

Quanto ao número de alunos, Pedro afirma que a secretaria segue a portaria e que a partir de seis alunos excedentes, a turma pode ser desdobrada. E que não há lista de espera. Ele afirmou ainda que desde fevereiro quase 500 famílias vieram para a região Norte da Ilha.

A construção de mais quatro salas já está sendo licitada, afirmou.

Pedro questiona as salas utilizadas pela escola como espaços diferenciados para as aulas de matemática, geografia, artes que deveriam ser salas de aula.

A comunidade escolar acredita que estes espaços fazem toda a diferença na aquisição do conhecimento e não aceita a transformação destes ambientes em simples salas de aula.

,

  1. Mudanças na Linha Circular Santinho Ingleses para que os alunos não cheguem mais atrasados para o início das aulas;
  2. Cumprimento da Portaria nº 244/2015 que regulamenta o número de alunos por turma: 1º e 2º ano – 25 alunos | 3º, 4º e 5º ano – 30 alunos | 6º ao 9º ano: 35 alunos e garantia de que a secretária escolar não sofrerá perseguição e/ou qualquer forma de assédio moral ou ameaça ao cargo, pois a comunidade escolar entende que o número de estudantes por sala e as condições de trabalho estão relacionados à qualidade do processo de ensino aprendizagem. Já tendo sido aprovado em Assembleia de Pais a paralisação das atividades/suspensão das aulas no caso de alguma sanção à secretária;
  3. Início imediato da elaboração do projeto de ampliação da escola para atender com qualidade a demanda de crescimento que o bairro Ingleses possui;
  4. Contratação de mais um professor para a Sala Multimeios, ou desdobramento do pólo;
  5. Contratação de mais um professor auxiliar para a Sala Informatizada;
  6. Contratação de professor para o Apoio pedagógico;
  7. Contratação de professor auxiliar para substituir a coordenação do Mais Educação (turmas Integrais);
  8. Alteração da Portaria nº 285/2014 para que as escolas com mais de 1.000 estudantes tenham direito a dois professores auxiliares para o Laboratório de Ciências;
  9. Ampliação da equipe de limpeza e da cozinha;
  10. Que seja entregue dentro do prazo e conforme pedido realizado pela escola a cota de material didático e de limpeza, devido ao tamanho da escola e número de estudantes atendidos;
  11. Que a verba descentralizada para manutenção da escola e a verba de custeio do programa Escola Aberta sejam pagas em dia.