REPORTAGEM EXCLUSIVA

Obras importantes da prefeitura no Norte da Ilha atrasam e ficam para 2016

Praça dos Ingleses e ampliação da Avenida Internacional estão em fase técnica, porém ainda não possuem verbas para execução

COMPARTILHE ›

As obras da futura Praça dos Ingleses e da Avenida Internacional, projeto para desafogar o trânsito do trecho norte do balneário, não serão executadas este ano. No caso da praça que ficará na Rua do Mercúrio, o prazo de 60 dias para o início das obras, estabelecido pelo prefeito César Souza Júnior em entrevista exclusiva ao Jornal Conexão Comunidade (JCC) em 20 de agosto, não será cumprido pois os trabalhos deveriam ter começado na terça-feira (20 de outubro). O projeto está em análise na Fundação Municipal do Meio Ambiente (Floram) e não existe previsão para que seja concluído. Durante a campanha eleitoral, uma das promessas do prefeito era construir primeira praça de seu governo em Ingleses.

Os técnicos da fundação analisam o terreno e avaliam o impacto na área de dunas que fará vizinhança ao empreendimento público. Após a liberação ambiental, que compreende a fase técnica, o objetivo é conquistar a verba de financiamento e abrir o edital de licitação que deve demorar três meses. Porém, não existe data para o término da avaliação do projeto da praça nos Ingleses junto a Floram.

Segundo o diretor geral da Secretaria de Obras de Florianópolis, Américo Pescador, a câmara deve votar nesta semana a autorização para a prefeitura buscar um financiamento de R$ 20 milhões junto ao Badesc, Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina, o que deve contemplar a construção da Praça dos Ingleses e outras 14 praças na capital.

Foto: Jaime Júnior / JCC
Foto: Jaime Júnior / JCC

A ampliação da Avenida Internacional, também na Praia dos Ingleses, local que hoje virou um depósito de lixo, se engloba na mesma busca de recursos. No local, apenas o levantamento topográfico foi realizado pela empresa Prosul. O projeto está em fase de conclusão, mas ainda não estão garantidos os R$ 2 milhões que serão aplicados na construção da nova via. O nivelamento do solo para a demarcação do leito da avenida também não foi realizado, após promessa em 19 de agosto.

A Secretaria de Obras confirmou que o prefeito solicitou prioridade para as obras, porém esta é mais uma que ainda não possui prazo para iniciar a execução. Só a ponte sobre o Rio Capivari, custará R$ 900 mil e três famílias em área de invasão serão removidas.

Foto: Emanuel Soares / JCC
Foto: Emanuel Soares / JCC

MOBILIDADE

As obras do futuro binário que ficará entre a Rodovia João Gualberto Soares, Graciliano Manoel Gomes e Rua Artur Luciano Garcia ainda não possuem previsão para serem realizadas. O projeto está sendo pensado há dois anos, porém depende de liberação de verbas do Governo Federal através da Caixa. A tendência é que isso ocorra nos próximos meses. Após a concretização, o projeto entra em fase técnica e licitação. O principal impacto será a ampliação das vias e adequação do sistema viário com a SC-403 na Praia dos Ingleses.