CASO CAMARO

Motorista que atropelou Nilandres, o preto, presta depoimento à Justiça

COMPARTILHE ›
Camaro invade calçada e mata uma pesssoa
Foto: Jornal Conexão Comunidade

O empresário Jeferson Rodrigo de Souza Bueno deve se apresentar nesta sexta-feira (22) para depor no Fórum Central de Florianópolis. Ele conduzia um camaro preto com placas de Sapiranga que invadiu a calçada e atropelou três pessoas, entre elas Nilandres Lodi, que teve as duas pernas amputadas. Bueno que não prestou socorro, ficou foragido por quatro meses até a Justiça relaxar a prisão dele.

LEIA MAIS:
– Evento no Norte da Ilha vai ajudar família atropelada por camaro no dia 1º de janeiro

O acidente foi na madrugada do dia 1º de Janeiro de 2017. Nilandres, a esposa Cristiane Flores Gonçalves, 31, e um amigo do casal voltavam de uma festa. Quando chegavam em casa, foram atropelados em cima da calçada na SC-403. Cristiane morreu na hora. Nilandres, mais conhecido por preto, de 36 anos, foi levado ao hospital, onde teve as duas pernas amputadas. O amigo do casal, Gean Mattos, 22 anos, ficou internado durante meses.

Em maio, o juíz Marcelo Volpato, da Vara do Tribunal do Júri, suspendeu o mandado de prisão, sob algumas exigências, entre elas, o comparecimento em atos judiciais, a proibição de se ausentar da cidade de origem (Sapiranga/RS) e a suspensão do direito de dirigir.

Para ajudar no tratamento de recuperação de Nilandres Lodi, neste sábado (23), vai ocorrer o ‘Encontrão Solidário’. O evento começa às 10h no Bar e Moto na SC-401. Sete bandas vão se apresentar e terá almoço, lanches, bebidas, além de um encontro de motoclubes de Santa Catarina e do Estado de São Paulo. A entrada tem valor simbólico de R$ 10 reais.

ACIDENTE

Manifestação pede justiça pelas vítimas do acidente com o Camaro
Foto: Jaime Júnior / Jornal Conexão Comunidade

Nilandres, a esposa Cristiane Flores Gonçalves, 31, e um amigo do casal, chegavam em casa após a festa de ano novo. Eles moravam em uma casa em cima da RMS som automotivo, na SC-403. Enquanto tiravam as coisas que levaram para a virada de dentro de um carro, o motorista de um camaro com placas de Sapiranga, no Rio Grande do Sul, invadiu a calçada em alta velocidade e atingiu os três. Cristiane morreu na hora. Nilandres foi levado ao hospital, onde teve as duas pernas amputadas.

O motorista do camaro ficou foragido por vários meses, até que uma decisão em maio revogou a prisão dele, ordenando o pagamento de uma indenização de R$ 70 mil e o cumprimento de medidas cautelares.