SEM INFORMAÇÃO

Jornal Conexão testa ouvidoria da prefeitura sobre os serviços em greve

Em nenhum dos contatos, qualquer morador teria detalhes sobre o funcionamento da saúde, educação e obras

COMPARTILHE ›
Foto: Emanuel Soares / Jornal Conexão Comunidade
Foto: Emanuel Soares / Jornal Conexão Comunidade

O Jornal Conexão Comunidade testou a ouvidoria da prefeitura de Florianópolis na quinta-feira (11) e nesta sexta-feira (12), quinto dia de greve dos servidores, para saber os serviços que funcionam durante a paralisação. Apenas a secretaria de saúde atendeu as ligações e lá ninguém sabia passar se o posto de saúde dos Ingleses estava funcionando. No posto, ninguém atendeu as ligações.

O teste foi feito pelo jornalista Emanuel Soares. Ele afirmou que queria marcar exames. A atendente informou que só teria a informação se ligasse para o posto de saúde, já que ela não tinha detalhes sobre a adesão no local. Logo na sequência, a reportagem ligou para o posto de saúde duas vezes. Porém, ninguém atendeu as ligações.

Por duas vezes, o telefone da ouvidoria da Secretaria Municipal de Educação apresentava a mensagem de que estava ocupado. Na Praia dos Ingleses, a maior escola da rede, Herondina Medeiros Zeferino, está com adesão de 100% e 1,5 mil alunos estão sem aula.

Já na secretaria de Obras, também ninguém atendeu o telefone. Na ouvidoria geral da prefeitura, a situação foi a mesma.