ESTAMOS DE OLHO!

Ginásio interditado há oito meses será liberado pela prefeitura

COMPARTILHE ›

Interditado desde o vendaval de Dezembro de 2016 no Norte da Ilha, o ginásio da Escola Básica Herondina Medeiros Zeferino será liberado pela Prefeitura de Florianópolis esta semana. A obra de recuperação da estrutura já terminou e os operários começam a remoção e limpeza do espaço, antes ocupados por andaimes. A obra de recuperação, feita com recursos conquistados junto a Defesa Civil nacional, custou R$ 84 mil.

LEIA MAIS:
– Escola volta às aulas com obras em ginásio interditado há sete meses

– Ciclone causa estragos na Escola Herondina Medeiros Zeferino nos Ingleses
– Escolas do Norte da Ilha apresentam grandes problemas após o vendaval
– Estragos após as chuvas na escola Herondina impossibilitam início de ano letivo
– Prefeitura já gastou R$ 1,1 milhão em reforma de escola com quatro anos
– Energia é desligada em parte da maior escola municipal por risco de curto-circuito
– VÍDEO: Prefeitura começa reparos em escola depois de reportagem do Jornal Conexão
– Prefeitura faz obras de recuperação na Escola Herondina em Ingleses

Segundo a Secretaria Municipal de Educação, um engenheiro vai realizar a avaliação do espaço para realizar a liberação na quarta-feira (16). Além do ginásio, uma quadra que tinha um alambrado ao redor, também estava interditada. Nessa estrutura, os trabalhos vão continuar.

Até hoje, a escola tem enfrentado problemas para estabelecer aulas de Educação Física. O Conexão esteve no local nesta segunda-feira (14), uma quadra descoberta estava sendo compartilhada entre duas turmas. O espaço limitado obrigava os professores a cancelar aulas em dias de chuva, por falta de espaço coberto.

O caso é acompanhado pelo Conexão desde Dezembro do ano passado. Foram oito meses de interdição total da estrutura que ficou destelhada com a força dos ventos. Segundo o diretor William Marques Pauli, além das obras no ginásio e na quadra, a prefeitura também deve trocar partes danificadas do telhado sobre a escola.

Inaugurada no final de 2012, no fim do governo Dário Berger, a Escola Básica Herondina Medeiros Zeferino foi construída com materiais de qualidade inferior. Isso já obrigou a Prefeitura de Florianópolis a realizar reformas que já superaram R$ 1 milhão nos cinco anos de existência da instituição.