NOVO PREFEITO

Gean e César Souza Júnior fazem primeira reunião de transição de governo

Ambos concordaram em criar uma comissão para conduzir esse processo

COMPARTILHE ›
Foto: Rafaela Martins / PMF
Foto: Rafaela Martins / PMF

O encontro entre o prefeito Cesar Souza Junior e o prefeito eleito Gean Loureiro, na tarde desta segunda-feira (31), deu início ao governo de transição. “Faremos uma transição com grandeza, transparência e focada nos interesses da cidade”, garantiu Cesar Souza Junior, que propôs ao prefeito eleito a criação de uma comissão para conduzir esse processo. A primeira reunião foi marcada para 14 horas da próxima quinta-feira (3).

Demonstrando total interesse em colaborar na passagem de governo, Cesar Souza Junior anunciou a suspensão dos contratos não essenciais (todos aqueles não relacionados às áreas da saúde, educação e limpeza pública) e das licitações em andamento. Novas licitações e revisões contratuais devem ser evitadas no período.

O prefeito também enfatizou a importância de deixar a temporada de verão organizada para o bem dos turistas e dos cidadãos locais. “Queremos dar à nova administração as condições para que ela consiga entrar sem que a população sofra com a mudança de governo”, ressaltou Cesar Junior.

Neste sentido, prometeu repassar informações como, por exemplo, as que dizem respeito à série de compromissos contratuais assumidos pela Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan), antes e depois do episódio que envolveu o rio do Brás, no Norte da Ilha, na última temporada. “Para que possa desde agora, e principalmente, a partir de janeiro, cobrar estes compromissos”, defendeu.

As pendências em Brasília, no entanto, vão igualmente constar do “panorama geral” que o prefeito e seus colaboradores ficaram de repassar aos sucessores. Para o prefeito eleito Gean Loureiro, que após a eleição diz que “nossa responsabilidade é com o futuro da cidade”, o recebimento de tais informações, assim como a oportunidade de expor suas opiniões ao longo do processo, “permite que o prefeito que assume não tenha surpresas”.

Ainda foi combinado, neste primeiro encontro entre o atual e o futuro mandatário da Capital, ocorrido no gabinete do prefeito, que no período de transição poderão ser adotadas medidas administrativas, e também de cunho legislativo, caso sejam consideradas necessárias e convenientes pelas partes.

COMISSÃO DE TRANSIÇÃO

Da parte da Prefeitura, vão integrar oficialmente a comissão, que será formalizada através de decreto, o Procurador Geral do Município, Gustavo Miroski, e os secretários da Casa Civil, Paulo Ávila da Silva; da Fazenda, Planejamento e Orçamento, André Bazzo; da Administração, Ivan Grave, e de Obras, Rafael Hahne. Já da parte da futura administração, Gean adiantou como representantes na comissão o procurador de Justiça José Galvani Alberton (deixando claro que participará enquanto cidadão e não como membro do Ministério Público estadual) e o ex-presidente do Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina, conselheiro aposentado José Carlos Pacheco. Os outros três nomes serão apresentados na quinta-feira. A comissão contará com espaço na secretaria da Administração para realizar suas reuniões até o final do mês de dezembro.