RIO DO BRÁZ

Florianópolis chama agência de regulação para avaliar estação da Casan

Furto de peças em gerador fez esgoto vazar em Canasvieiras quando energia faltou no dia 31 de dezembro

COMPARTILHE ›

A Prefeitura de Florianópolis acionou a Agência de Regulação de Serviços Públicos de Santa Catarina (Aresc) para avaliar o funcionamento da estação da Casan junto ao Rio do Bráz em Canasvieiras. No dia 31 de dezembro, o gerador usado para o tratamento do resíduo teve peças furtadas e com a falta de energia o equipamento não se acionou e o esgoto acabou vazando no Rio do Bráz. A informação do vazamento foi trazida pelo colunista Emanuel Soares nesta quinta-feira (07) no portal do Jornal Conexão Comunidade.

A Casan disse que em função do furto, uma bomba da elevatória “desacionou” (caiu) com a queda de energia. Quando os técnicos que monitoravam todos os sistemas por remoto (computador) perceberam que aquela unidade não estava acionada, correram para a elevatória para religá-la e, ao mesmo tempo, acionaram caminhões-vácuo que estavam na região a fim de transportar dejetos para a estação de tratamento até acionar novamente a bomba ou até a Celesc religar a energia.

No dia 31, ventos de 50 km/h desarmaram alimentadores de energia na subestação Ilha Norte da Celesc na SC-403. A luz faltou para bairros como Ingleses e Canasvieiras, além de Jurerê e Daniela. Parte do sistema elétrico foi restabelecido somente por votla de 20h e neste período a Casan utilizou caminhões para retirar o esgoto da estação.