XÔ MOSQUITO!

Exército e saúde percorrem o Norte da Ilha buscando focos de Dengue

Material informativo falava dos riscos do mosquito Aedes aegypti e as doenças que transmite

COMPARTILHE ›

Sábado foi dia D de combate a dengue em várias cidades catarinenses. No Norte da Ilha, agentes públicos da saúde, endemias e Exército se reuniram para percorrer ruas, visitar casas e entregar o material informativo sobre os riscos de manter água parada. Além disso, o folder continha informações sobre a gravidade das doenças que o mosquito Aedes aegypti transmite.

Equipes se distribuíram por vários pontos do Norte da Ilha. Na Praia de Canasvieiras, além da panfletagem, os agentes visitaram o interior de residências, já que o balneário concentra os maiores focos de dengue na região norte. Em Ingleses (foto acima), os militares se concentraram na região das Gaivotas, distribuídos em grupos coordenados pelos servidores da prefeitura.

“Verificamos questões de ralo, calhas e água parada em potinhos. (…) Em Canasvieiras estavam os maiores focos, mas existem focos nos Ingleses. Isso vai ser verificado com esse trabalho de varredura. Nos próximos dias, vamos visitar outros pontos de Ingleses”, afirmou Ester Lilian, agente de saúde da capital.

A preocupação com a Dengue aumentou após a confirmação de que o mosquito está causando os casos de Zika Vírus e microcefalia em bebês que ainda estão em gestação.

No ano passado, um morador do Santinho foi diagnosticado com Dengue. Na época, o Jornal Conexão Comunidade divulgou o caso com exclusividade. Existe a suspeita de uma transmissão autóctone, ou seja, adquirida dentro da cidade. Porém, investigações da saúde florianopolitana foram inconclusivas e não foi descoberto como o homem contraiu dengue.

11 DICAS PARA PREVENIR A DENGUE

1 – Mantenha bem tampados: caixas, tonéis e barris de água.
2 – Coloque o lixo em sacos plásticos e mantenha a lixeira sempre bem fechada.
3 – Não jogue lixo em terrenos baldios.
4 – Se for guardar garrafas de vidro ou plástico, mantenha sempre a boca para baixo.
5 – Não deixe a água da chuva acumulada sobre a laje.
6 – Encha os pratinhos ou vasos de planta com areia até a borda.
8 – Se for guardar pneus velhos em casa, retire toda a água e mantenha-os em locais cobertos, protegidos da chuva.
9 – Limpe as calhas com freqüência, evitando que galhos e folhas possam impedir a passagem da água.
10 – Lave com freqüência, com água e sabão, os recipientes utilizados para guardar água, pelo menos uma vez por semana.
11 – Os vasos de plantas aquáticas devem ser lavados com água e sabão, toda semana. É importante trocar a água desses vasos com freqüência.