Emanuel Soares: “Falsidade no ambiente de trabalho é pior que uma panela”

[email protected]

COMPARTILHE ›

Emanuel Soares Colunista DigitalMuitos entendidos de corporações e empresas, consideram os grupos de trabalho, panelas ou reinados – como queira nomear – ervas daninhas. As panelinhas são resultado de uma amizade entre as pessoas que tem relação direta no ambiente de trabalho, já que convivem mais horas juntas do que com as famílias. É assim e ponto.

Uma panelinha que não seja prejudicial ao resultado final em uma empresa, não vejo problemas. A panela que não afeta o andamento dos trabalhos é boa, mostra amizade e um grupo ou equipe bem alinhada ao gestor.

Só que existe uma coisa que as empresas não identificam. A falsidade no ambiente de trabalho é pior que uma panela. São pessoas que na frente de um colega tem uma personalidade, e nas costas possuem outra, inclusive, falando mal do colega.

E é engraçado. Os falsos, puxa-sacos e outros adjetivos incontáveis, são os que tem maior facilidade de crescimento dentro de uma organização. E muitas vezes, esses aí, são reis e o que eles falam é lei.

Sinceramente, não sei o que você acha, mas eu não consigo ser assim. Admiro os que, políticamente, conseguem ser falsos igual para rebater. Eu sou natural e questionador. E não tem nada mais bonito dentro de uma organização que seja o reconhecimento dos talentos e de um bom trabalho realizado.

Sonho? Sim. Mas todos podem sonhar. E se tem alguma coisa mais prejudicial que uma panela é a falsidade.