Emanuel Soares: “Comprar na Cassol e não receber é rotina”

[email protected]

COMPARTILHE ›

Emanuel Soares Colunista Digitalcassol-sc-401Comprei um piso e não recebi. Comprar na Cassol da SC-401 e não receber, é rotina para muitas pessoas que fazem obras e dependem das entregas da loja. Investi R$ 760,46 em um piso laminado para uma obra que estou fazendo, e simplesmente não recebi no prazo acordado. O piso, segundo a loja, era para ter sido entregue no sábado (23), até às 14h, mas como não chegou, o depósito tem que entrar em contato comigo e têm prazo de 72 horas a partir desta segunda-feira (25).

No sábado, fiz duas ligações onde confirmaram a entrega e, mesmo assim, o piso não chegou. E olha que eu havia feito a compra seis dias antes. Parece piada, mas não é.

Recorri ao site ‘Reclame Aqui’, onde consumidores expõe suas insatisfações. Quando digitei Cassol, quase caí da minha cadeira. Das 720 reclamações contra a loja, 42,5% delas dizem respeito ao atraso na entrega dos produtos. Ou seja, são pessoas que, assim como eu, se preparam para receber o material para uma obra e não recebem. Em troca, apenas um pedido de desculpas que não resolve, na prática, o estresse sofrido na hora de receber o produto que não chega.

E pior, na hora da compra, eles não dão nada por escrito sobre prazo de entrega para não gerar prova contra eles. Eu e os 306 clientes que reclamamos sobre o prazo, não exigimos nada além do que pagamos para receber.

Tá na cara que é necessário melhorar o setor de entregas para mudar os números e as insatisfações. Ter uma loja bonita e de última geração, não significa compromisso e satisfação do cliente.