Emanuel Soares: “A primeira ação de governo era a Praça dos Ingleses”

emanuelramon@gmail.com

COMPARTILHE ›

colunista-banner-emanuel

VIROU LENDA
Faltam seis meses para o início da campanha eleitoral para a escolha de um novo prefeito. Uma das promessas de campanha feitas pelo prefeito César Souza Jr há quatro anos era a construção de locais de lazer em Florianópolis. A primeira ação de governo era a Praça dos Ingleses, algo reivindicado pela comunidade por muito tempo. Se passaram quatro anos e nada foi feito pela sua gestão! Você acredita que algo será feito em seis meses? Provavelmente, vai ‘reciclar’ a ideia de construção da praça para virar, mais uma vez, promessa de campanha.

DO OUTRO LADO DA CATEDRAL…
na Câmara de Vereadores, não vejo nenhum dos que representam o Norte da Ilha, se manifestando sobre a balneabilidade, esgoto, problemas da região, dengue… Estão todos sumidos! Pra mim, não é incrível o fato de que o legislativo está distante dos problemas da capital. Aqui, leio todos os dias reportagens sobre as queixas dos moradores do Norte da Ilha. Mas como todos os problemas são relacionados diretamente com o município, ninguém quer se comprometer negativamente com a gestão executiva. Pior, são aqueles que estiveram no muro durante todo o mandato.

HERMANOS
E os Hermanos seguem por aqui. A previsão é que a presença deles diminua apenas em Abril. Sem dúvidas, a queda na regra que limitava o câmbio de dólar salvou a temporada de verão em Santa Catarina. São poucos os que estão se queixando da crise. Ela passou longe do Norte da Ilha, já que eles gastaram muito por aqui.

Foto: Emanuel Soares / JCC
Foto: Emanuel Soares / JCC

AMARELINHOS
Dia 29, mudanças vão ocorrer no quadro de horários dos amarelinhos na capital. A principal mudança promovida pela Prefeitura de Florianópolis considero altamente ultrapassada. Os ônibus vão deixar de circular aos domingos. Numa capital de estado, não termos um serviço executivo e com ar condicionado circulando nos sábados a tarde e aos domingos demonstra um atraso total. A justificativa é a falta de passageiros. Será mesmo que teríamos uma demanda baixa em uma cidade que cresce em ritmo acelerado?

CALORÃO
Que calor! O abafamento deixa o dia irrespirável. Outro dia peguei um amarelinho e passei frio. Daí você desembarca e sente calor. Entra no banco e sente frio novamente. Sai e o calorão volta ao corpo. Daí as pessoas se perguntam o que motiva os resfriados. Eu digo: são os choques térmicos.

MENSAGEMmensagem-a-vida-e-como-andar-de-bicicleta