GREVE - DIA 2

Contrato do transporte não permite mais reajuste na tarifa em 2016

Valores foram aumentados em janeiro e secretaria confirma que não existe possibilidade de uma nova alteração

COMPARTILHE ›
Arte: Emanuel Soares / JCC
Arte: Emanuel Soares / JCC

O contrato de concessão do transporte em Florianópolis não contempla um novo reajuste na tarifa este ano. A cláusula 18 do documento firmado entre a prefeitura e o Consórcio Fênix, operador do sistema, diz que apenas que será feito um reajuste por ano, com data base o mês de janeiro. A própria Secretaria de Mobilidade Urbana diz que não existe essa possibilidade. O levantamento é do Jornal Conexão Comunidade (JCC).

Em 2016, já houve reajuste no preço da tarifa do transporte coletivo e executivo em Florianópolis. No dia 3 de janeiro, os valores foram aumentados de R$ 3,10 para R$ 3,50 em dinheiro e de R$ 2,98 para R$ 3,34 no cartão. Os amarelinhos custam R$ 7,75 nas linhas longas, é o caso dos veículos que circulam no Norte da Ilha.

O mesmo contrato prevê penalidades para o Consórcio em caso de descumprimento de horários. Porém, o município não informou se multou as empesas de ônibus. Nesta manhã de quarta-feira (01), os ônibus seguem sem circular em toda a capital e uma nova reunião tentará uma conciliação entre trabalhadores e empresas de ônibus.