REPORTAGEM EXCLUSIVA

Consumo de energia cresce 7,5% no período de festas em Florianópolis

Celesc diz que, pelos números, ocupação é maior no Norte da Ilha que possui 240 mil unidades consumidoras

COMPARTILHE ›

O consumo de energia elétrica em Florianópolis entre o dia 21 e 29 de dezembro cresceu 7,5% em relação ao mesmo período do ano passado. O levantamento foi realizado pela Celesc e divulgado pelo presidente da empresa, Cleverson Siewert, em entrevista ao programa Conexão Notícias do Jornal Conexão Comunidade nesta manhã de quarta-feira (30). Os números indicam que a ocupação do Norte da Ilha, local de preferência da maioria dos turistas, está muito maior do que a última temporada de festas, além da temperatura que está mais alta. Só nessa região da cidade, existem 240 mil unidades consumidoras.

Siewert alertou que a Celesc está preparada e os consumidores precisam economizar nesta época do ano. “Pra distribuidora é importante e pro bolso do consumidor também! (…) Praticas bem simples podem melhorar de 10 a 15% o consumo das residências e melhorar a conta”, disse. Entre as dicas, evitar deixar a geladeira com a porta aberta por muito tempo, deixar o ar-condicionado em 24ºC e desligar luzes e televisores.

Durante o ano, a Celesc realizou muitas intervenções na rede de energia da Praia dos Ingleses para a construção de uma nova subestação. A tendência é que a obra fique pronta em abril de 2016, porém a empresa colocou no terreno da subestação bancos geradores para fornecer energia elétrica para poder equilibrar as cargas nas áreas mais afastadas da origem da rede.

“Investimos R$ 1,5 milhão em alimentadores. (…) Instalamos religadores na rede. São equipamentos que permitem o remanejamento de carga através do computador para abastecer uma região que ficou sem luz. No Norte da Ilha instalamos oito religadores”, disse.

Para a Celesc, as tempestades são o maior problema durante o verão. Na noite de Natal, uma chuva deixou 4 mil unidades consumidoras sem luz.