Connect with us

REFLEXOS

Consórcio Fênix critica segurança pública após incêndio a ônibus

Publicado em

Foto: Jornal Conexão Comunidade

Foto: Jornal Conexão Comunidade

Em uma nota, o Consórcio Fênix criticou autoridades da Segurança Pública após mais um ônibus ser incendiado na Estrada Anarolina Santos, oito meses depois de um outro coletivo ter sido alvo de um incêndio na mesma via. No texto, o conjunto das empresas diz que a “segurança pública estava crítica e que o fato era de ciência das autoridades policiais“. O Conexão apurou que a empresa Canasvieiras, proprietária do coletivo, havia avisado a polícia sobre ameaças recebidas nesta terça-feira (20).

LEIA AINDA:
– Ônibus é incendiado e prefeitura altera itinerários por falta de segurança
– Consórcio Fênix critica segurança pública após incêndio a ônibus
– VÍDEO: “É uma retaliação às ações da Polícia Militar na região”, diz prefeito Gean
– VÍDEO: Veja as imagens do incêndio a ônibus na Cachoeira do Bom Jesus
– Polícia reforça segurança na Vargem do Bom Jesus após tiroteio no início da tarde

O veículo alvo do ataque era o 1499 e fazia a linha ‘260 – Cachoeira do Bom Jesus’ quando foi invadido por cinco criminosos que destruíram o coletivo. Em função disto, a circulação de ônibus na região só deve ser normalizada após a retomada da segurança no local.

Em nota, as empresas disseram que “o caso ocorreu oito meses depois que outro ônibus foi completamente destruído da mesma forma e na mesma região. A empresa reforça que a segurança pública estava crítica e que o fato era de ciência das autoridades policiais. O Consórcio Fênix lamenta que ocorrências como esta aconteçam e causem prejuízos aos passageiros e a todo o sistema de transporte coletivo – que trabalha para contribuir com o funcionamento das atividades essenciais da cidade”, fecha o texto.

Leia mais

Acontecendo