CONTRATAÇÕES

Centros de Saúde e Upa do Norte da Ilha recebem novos médicos da prefeitura

COMPARTILHE ›
Foto: Emanuel Soares / Jornal Conexão Comunidade
Foto: Emanuel Soares / Jornal Conexão Comunidade

Os Centros de Saúde de Ingleses e Rio Vermelho e a Upa Norte vão receber novos médicos. A autorização para a contratação dos novos profissionais foi dada pelo prefeito Gean Loureiro. As unidades sofrem com o déficit no corpo funcional, desde o agravamento da crise financeira na Prefeitura de Florianópolis em 2015. Ao todo, são 23 médicos concursados que serão divididos da seguinte forma: 14 médicos de Família e Comunidade, que irão atuar nos centros de saúde, 2 pediatras e 2 clínicos gerais para as unidades de pronto-atendimento (UPAs Norte e Sul) e 5 psiquiatras para os Centros de Assistência Psicossocial (CAPs).

Com a chamada desses profissionais, o município atende grande parte da demanda desfalque do quadro de médicos na Atenção Primária, ajudando na retomada da cobertura das equipes de saúde da família. Isso representa cerca de 6 mil atendimentos a mais por mês na rede. Além disso, os pediatras e clínicos completarão os plantões nas UPAs do município. Vale ressaltar que os profissionais chamados têm prazo legal para iniciar o trabalho daqui a dois meses ou mais e que, por isso, as unidades começarão aos poucos a ter seus quadros completos.

A medida, autorizada pelo prefeito Gean Loureiro, priorizando a área da Saúde, une-se ao esforço iniciado neste mês de determinar que médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e dentistas que atuam na gestão da Secretaria de Saúde cumpram parte da carga horária no atendimento à população, numa forma de amenizar as faltas no quadro funcional. Também é uma forma de aproximar as decisões tomadas no nível central da realidade dos profissionais nas unidades de saúde.

“Estamos enfrentando uma crise financeira sem precedentes na Prefeitura, o que não nos permite contratar todos os profissionais que precisamos. Vamos iniciar pela saúde, que é uma prioridade e que se trata de reposição de profissionais que saíram no último ano”, explicou o prefeito.