REPORTAGEM EXCLUSIVA

Casos suspeitos de dengue crescem cinco vezes em Florianópolis

Maioria dos casos aguardam exames de confirmação da doença feitos pelo poder público

COMPARTILHE ›

banner cumprido ok

Os casos suspeitos de dengue cresceram cinco vezes na capital em 2016, segundo apurou o Jornal Conexão Comunidade (JCC) com a Vigilância Epidemiológica. Os principais balneários do Norte da Ilha tem 55 casos suspeitos, sendo 37 em Ingleses e 18 em Canasvieiras. Todos eles foram notificados e estão sendo acompanhados pelas autoridades do município. A maioria aguardam exames que confirmam a ocorrência da doença.

Os números são ainda mais alarmantes quando se trata de toda a capital. Em 2015, nesta mesma época do ano, existiam na capital 70 casos suspeitos de dengue e hoje são 400, ou seja, cinco vezes mais em relação ao mesmo período do ano passado.

Uma moradora com suspeita de dengue na Praia dos Ingleses recebeu o primeiro atendimento na Upa Norte ainda em fevereiro. Ela, que não será identificada, foi informada de que seria contatada pelo município para a coleta do material para exames. O município entrou em contato, mas a coleta não foi realizada. Dias depois, ela sentiu-se mal e procurou a Upa novamente. Lá houve a realização dos exames.

Dependendo do caso, a vigilância visita a região próxima a casa do paciente, porém isso ainda não ocorreu. O caso segue em investigação. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o procedimento padrão é passar pelo acolhimento, ser avaliado pelo médico, se mantida a suspeita o caso é notificado e são avaliados os sinais de gravidade que vão determinar as próximas ações de cuidado.

PEÇA 02